Rui Rio diz que será melhor candidato a primeiro-ministro do que Cristas ou Costa

Secretária-geral Adjunta do PS "cola" presidente do CDS ao anterior Governo.

Foto
Rui Rio representou o PSD no encerramento do congresso do CDS Paulo Pimenta

O presidente do PSD, Rui Rio, considera legítimo que Assunção Cristas assuma querer ser a primeira escolha nas eleições legislativas, mas quando questionado sobre quem é o melhor candidato a chefe do executivo, Rio distancia-se da líder do CDS e do actual chefe do Governo: “Não só serei melhor candidato a primeiro-ministro do que Assunção Cristas como também do que António Costa”.

Foi a reacção do líder social-democrata no final do 27.º congresso do CDS à pergunta suscitada por uma entrevista de Cristas ao Expresso deste fim-de-semana em que afirmava ser “melhor do que Rui Rio”.

O líder do PSD foi ainda questionado sobre se a aproximação ao PS não estará a abrir espaço para a afirmação do CDS no centro-direita. “Não há nenhuma aproximação ao PS, há uma disponibilidade para conversar com todos os partidos para reformas estruturais”, afirmou. Sobre a pretensão de Cristas de ser a primeira escolha para as legislativas, Rio considerou que a líder do CDS “está a fazer o seu papel” e “muito bem”.

A secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, registou por seu lado ter ouvido “muitas preocupações”, mas “nenhuma medida concreta”. A dirigente socialista fez questão de “colar” a líder do CDS ao anterior Governo. “Não percamos a memória de que Assunção Cristas fez parte de um Governo que mais mal fez aos portugueses e que maior retrocesso gerou”, sustentou.

Na mesma linha, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, o socialista Pedro Nuno Santos, desvalorizou a intenção anunciada por Cristas de levar a votos o Programa de Estabilidade no Parlamento e lembrou que a economia do país está a crescer. “Estamos melhor do que quando Assunção Cristas era do Governo”, disse aos jornalistas.