Torne-se perito

Processo de início das obras na Ponte 25 de Abril está “em bom ritmo”

À saída do Conselho de Ministros, ministra da Presidência esclareceu que “os mecanismos de decisão, aprovação e criação de concursos não são instantâneos”.

Foto
Rui Gaudencio

A ministra da Presidência esclareceu esta quinta-feira que “os mecanismos de decisão, aprovação e criação de concursos não são instantâneos”, considerando que “está em bom ritmo” o processo do início das obras na Ponte 25 de Abril.

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira, Maria Manuel Leitão Marques foi questionada sobre a notícia avançada pela revista Visão sobre a existência de um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) a alertar para riscos graves de segurança na Ponte 25 de Abril, em Lisboa, e o porquê de o Governo só avançar agora com o lançamento do concurso.

“Quero dizer-lhe, como deve saber, que os mecanismos de decisão e de aprovação e criação de concursos não são instantâneos. Creio que a decisão do Governo está adequada àquilo que são as informações técnicas que tem, porque, evidentemente, quando é preciso reagir instantaneamente, também temos mecanismos de urgência”, explicou.

De acordo com a ministra da Presidência, “está em bom ritmo o início das obras de recuperação da Ponte 25 de Abril”.

Interrogada sobre o facto de o LNEC ter entregado este relatório há um mês e o lançamento do concurso ter sido anunciado apenas na quarta-feira, já depois do fecho da edição da referida revista, Maria Manuel Leitão Marques foi peremptória: “É uma coincidência”.

Sobre as informações de que o Governo dispõe sobre o estado actual das condições de segurança da Ponte 25 de Abril, Maria Manuel Leitão Marques remeteu para os esclarecimentos que disse já terem sido prestados pelo ministro do Planeamento e o seu gabinete, uma vez que este tema não foi discutido em Conselho de Ministros.