O desfile Chanel foi um passeio pelo bosque

Para a apresentação da colecção de Outono/Inverno, Lagerfeld alinhou árvores despidas na passerelle e cobriu o chão com folhas.

Fotogaleria
A Chanel transformou o Grand Palais num bosque para a apresentação da nova colecção Reuters/PASCAL ROSSIGNOL
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
A modelo portuguesa Maria Miguel desfilou para a Chanel LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
Maria Miguel já desfilara para a Saint Laurent Reuters/PASCAL ROSSIGNOL
Fotogaleria
Kaia Gerber é uma das musas (ou "Choupettes" de Karl Lagerfeld) LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
Ao todo desfilaram 80 looks, maioritariamente em tons escuros e neutros, com alguns laivos de cor aqui e acolá e a inevitável presença do clássico tweed Chanel LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
Reuters/PASCAL ROSSIGNOL
Fotogaleria
Reuters/PASCAL ROSSIGNOL
Fotogaleria
Reuters/PASCAL ROSSIGNOL
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON
Fotogaleria
LUSA/IAN LANGSDON

A cada seis meses o Grand Palais transforma-se para acolher uma nova colecção da Chanel. Com um histórico que inclui uma base espacial e um supermercado, a expectativa do público é grande, mas Lagerfeld consegue ainda assim surpreender. No último dia de desfiles da semana da moda de Paris, o criador virou-se para a natureza, transformando o imponente edifício num bosque.

Interpretando de forma literal a estação da colecção (Outono/Inverno 2018), Lagerfeld alinhou árvores despidas na passerelle e cobriu o chão com as suas folhas. Os convites seguiam o mesmo tema, com uma folha castanha, de formato semelhante à de um plátano. Ao todo, desfilaram 80 looks, maioritariamente em tons escuros e neutros, com alguns laivos de cor aqui e acolá e a inevitável presença do clássico tweed Chanel. Os últimos 12 visuais foram exclusivamente vestidos pretos com longas luvas de cores diferentes.

A assistir ao desfile estavam algumas das musas de Lagerfeld, como Keira Knightley e Carla Bruni. Na passerelle figuraram também algumas das figuras preferidas do criador, como Kaia Gerber e a modelo que fechou o desfile, Luna Bijl. "Há pessoas a quem chamo as minhas Choupettes", explicou o criador nos bastidores, citado pela Vogue. O nome origina do mediático gato branco de Lagerfeld, Choupette – que, claro, tem a sua própria conta de Instagram.

A portuguesa Maria Miguel desfilou pela primeira vez para a maison francesa, depois de na última estação ter aberto o desfile Saint Laurent, com a Torre Eiffel como pano de fundo. A modelo de 17 anos desfilou ainda para Isabel Marant e participou num vídeo de apresentação da colecção de Verão da Saint Laurent, produzido pela Saint Laurent e a Vogue Paris. 

Na última semana, a Chanel anunciou que Margot Robbie é a nova embaixadora da marca. É o primeiro grande contrato de moda da actriz australiana de 27 anos, de acordo com a Harper's Bazaar. Nos Óscares, este domigo, a actriz usou um vestido branco de alta costura, feito à medida e desenhado pelo próprio Karl Lagerfeld.