Ocupante de viatura arrastada por caudal de ribeira encontrada sem vida

Um homem tinha sido localizado na ribeira em estado de hipotermia. A mulher foi encontrada sem vida só quando os bombeiros conseguiram retirar a viatura.

Foto
GNR continua buscas para averiguar ocupantes da segunda viatura margarida basto

Uma mulher de cerca de 60 anos foi encontrada sem vida quando a viatura em que seguia foi arrastada numa estrada municipal que liga Entradas a São Marcos de Atabueira, no distrito de Beja, pelas águas da Ribeira de Terges e Cobres. Foi encontrada pelos bombeiros horas depois de o marido ter sido resgatado da água.

"O senhor estava na ribeira, e foi encontrado em estado de hipotermia. Ainda não foi possível estabelecer um diálogo com ele", isse ao PÚBLICO o capitão Daniel Ferreira, da GNR de Beja. O senhor está em choque de 

A ambulância onde começou por receber cuidados médicos só conseguia chegar a cerca de 250 metros do local onde foi encontrado. O senhor encontra-se fora de perigo. 

A senhora seguia com o marido, que foi resgatado a tempo da ribeira, e levado para o Hospital de Beja, d.

Numa outra situação, uma viatura arrastada pelas águas da Ribeira de Terges e Cobres emas os seis três ocupantes encontrados bem. 

A GNR foi alertada por volta das 16h38 para o primeiro caso. "Fomos alertados para o primeiro caso, e quando nos deslocámos ao local, vimos que havia uma segunda viatura na mesma situação", relatou o capitão. "No primeiro caso, havia três ocupantes que foram encontrados sem lesões." 

O primeiro veículo foi arrastado cerca de 150 metros. O segundo terá sido arrastado cerca de 200 metros. “A corrente é muito forte. Estes troços facilmente ficam submersos, quando chove muito, mas existe sinalização para esse perigo", garante.

Pelas 18h não chovia. Mas a situação ainda era crítica nesta estrada municipal que foi fechada à circulação. “Com o acumular da chuva, estas ribeiras ganham caudal. Mas as pessoas arriscam atravessar mesmo quando a estrada está submersa mesmo”, concluiu.