Bernardo Silva manteve o Man. City imparável

Equipa de Pep Guardiola venceu o Chelsea por 1-0.

Foto
Reuters/ANDREW YATES

As jornadas passam e o Manchester City continua a caminhada rumo ao inevitável título de campeão de Inglaterra. A equipa de Pep Guardiola recebeu e venceu neste domingo o Chelsea, graças a um golo do português Bernardo Silva.

Após uma primeira parte disputada mas sem oportunidades de golo – o Manchester City chegou ao intervalo com 77% de posse de bola mas apenas um remate enquadrado com a baliza adversária – o segundo tempo começou da melhor maneira para a equipa de Guardiola.

Logo no primeiro minuto, um lançamento de Gündogan que a defesa do Chelsea não conseguiu afastar, David Silva recuperou a bola e fez o passe a cruzar toda a área para, no lado oposto, encontrar Bernardo Silva, que antecipou-se a um defesa para inaugurar o marcador.

O Manchester City passou a somar 78 pontos, mais 18 do que o segundo classificado, Liverpool. Provisoriamente em terceiro lugar, o Manchester United de José Mourinho só joga na segunda-feira no terreno do Crystal Palace e, em caso de vitória, pode recuperar a segunda posição, a 16 pontos dos “citizens”.

Antes, tinha-se assistido a uma surpresa: o Brighton, promovido esta época, recebeu e venceu o Arsenal (2-1), impondo a quarta derrota consecutiva à equipa de Arsène Wenger (entre Liga Europa, Taça da Liga inglesa e Premier League). Lewis Dunk e Glenn Murray construíram a vantagem para a equipa da casa, que perto do intervalo permitiu o golo de Aubameyang, que deu alguma esperança ao Arsenal.

Mas não havia nada a fazer. Os “gunners” perderam e atrasaram-se em relação aos lugares que dão acesso às competições europeias. “Se queres ganhar um jogo fora de casa na melhor Liga do mundo o teu guarda-redes não pode sofrer dois golos como os que eu sofri hoje... simplesmente não é possível. A equipa lutou mas o estrago estava feito”, lamentou o guarda-redes do Arsenal, Petr Cech, numa mensagem publicada na rede social Twitter.

Sugerir correcção