Nesta temporada o Portugal Fashion fica por Milão

A Milano Moda Donna é a única semana de moda feminina em que o projecto português marca presença. Londres, Paris e Nova Iorque ficam de fora.

Foto
Paulo Pimenta

O Portugal Fashion está de regresso à Milano Moda Donna. Nesta que é a sua sexta participação consecutiva no evento italiano, leva na bagagem as colecções de Pedro Pedro e Carlos Gil. Ao contrário do que aconteceu na temporada anterior, esta será a única semana da moda feminina a que o Portugal Fashion leva criadores. Nova Iorque, Londres e Paris ficam de fora.

“Itália é um mercado que temos vindo a trabalhar de forma progressiva e estratégica, com resultados de comunicação, marketing e até de afirmação comercial surpreendentes”, justifica Rafael Alves Rocha, director de comunicação do Portugal Fashion ao PÚBLICO.

Quais são estes resultados? Segundo o responsável, “do ponto de vista da comunicação”, Pedro Pedro conseguiu levar a sua colecção às páginas da Vogue Itália e da Collezioni. Já do ponto de vista comercial, depois de ter participado na Milano Moda Donna e na White Milano, “Pedro Pedro sentiu um grande buzz entre os agentes de compras, acabando por fechar encomendas para diversos pontos de Itália”. Quanto a Carlos Gil, “tem vindo a conquistar mercados internacionais de forma progressiva": "A Ásia é o principal, mas recentemente fechou encomendas para a Califórnia."

A aposta no calendário internacional de apresentações de moda feminina é assumidamente menor do que no ano passado. Em 2017, recorde-se, Katty Xiomara e Miguel Vieira estiveram na semana da moda de Nova Iorque e Alexandra Moura foi a Londres. Isto significa que houve um desinvestimento? Rafael Alves Rocha nega e explica que o Portugal Fashion está num “momento de redefinição estratégica”. Nas duas últimas estações, o projecto acabou “por suprimir a acção durante a semana de moda feminina de Paris”, já que “o segmento de menswear tem vindo a crescer de forma acentuada e é um mercado em que Portugal tem certamente margem de progressão”; daí a aposta nas colecções de Hugo Costa, justifica.

No entanto, o porta-voz garante que as quatro capitais de moda – Nova Iorque, Paris, Londres e Milão – continuam no centro das prioridades e que os criadores que agora não foram escolhidos fazem parte das “apostas futuras”.

A Milano Moda Donna é a quarta paragem do Portugal Fashion durante as apresentações da temporada Outono/Inverno 2018/2019, que se iniciaram com as semanas da moda masculinas: primeiro passou por Milão, com a participação de Miguel Vieira no calendário oficial de eventos da Milano Moda Uomo, no início de Janeiro; dias depois, em França, Hugo Costa integrou o calendário oficial de apresentações da Paris Fashion Week. No final de Janeiro, o Portugal Fashion regressou a Itália para a semana da moda de Altaroma com o projecto Bloom, dedicado à apresentação de novos talentos, neste caso Nycole, Inês Torcato e David Catalán.

Texto editado por Bárbara Wong