Pedro Cunha/Arquivo
Foto
Pedro Cunha/Arquivo

Já podes traduzir chinês na Infopédia

Infopédia disponibilizou dicionários online português/chinês e chinês/português, para assinalar o Ano Novo Chinês

Os primeiros dicionários online português/chinês e chinês/português já estão disponíveis no site da Infopédia. A Porto Editora lança este serviço a propósito do Ano Novo Chinês, que se assinala esta sexta-feira, 16 de Fevereiro.

Estes dicionários apresentam mais de 25.500 entradas e exemplos e cerca de 36.500 traduções, na medida em que cada entrada tem mais do que uma tradução. O portal também permite a consulta gratuita de um limite de palavras.

Estas obras lexicográficas, de acordo com o comunicado citado pela Lusa, "foram trabalhadas tendo por base o dicionário bilingue já publicado pela editora, em Maio de 2010". "Estas obras reflectem o apuro linguístico feito ao longo do tempo pela Porto Editora com o apoio de Ana Cristina Alves, autora do referido dicionário."

Com estes dicionários, a oferta da Infopédia aumenta para 24 dicionários disponíveis, relacionando a Língua Portuguesa com sete idiomas — inglês, francês, espanhol, alemão, italiano, neerlandês e, agora, o chinês, "reforçando assim o seu estatuto de maior base lexicográfica em Língua Portuguesa".

Em 2005, cerca 1,120 mil milhões de pessoas falavam o chinês, segundo dados divulgados pela linguista Colette Grinevald, investigadora do Laboratório Dinâmico da Língua, do Institut des Sciences de l'Homme, em Lyon, em França. Dados divulgados, em 2014, pela Babbel Magazine, apontam o chinês, com todas as suas variantes linguísticas, como a língua mais falada no mundo, por cerca de 1,2 mil milhões de pessoas.