O monarca e o pretendente vão medir forças

Os 12 troféus na principal competição europeia de clubes dão o trono ao Real Madrid, mas o PSG não esconde a ambição europeia

LUSA/RODRIGO JIMENEZ
Foto
LUSA/RODRIGO JIMENEZ

O historial europeu do Real Madrid e as aspirações europeias do Paris Saint-Germain vão ser colocados frente-a-frente nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões (19h45, SP-TV2). De um lado estão 12 títulos na Champions (e ainda três finais perdidas) e do outro um clube que persegue a primeira presença numa final da mais importante competição europeia de clubes – e que não tem olhado a meios para atingir esse objectivo, com investimento de centenas de milhões de euros. O Real Madrid representa a realeza do futebol europeu e o PSG é o pretendente ao trono.

A ambição parisiense é conhecida e a fase de grupos foi uma demonstração de intenções: com 25 golos, o PSG foi o melhor ataque dessa fase da competição. Cavani e Neymar marcaram seis golos cada, e Mbappé seguiu-se-lhes com quatro. Mas nenhum deles ficou perto de Cristiano Ronaldo: o português do Real Madrid fez nove golos na fase de grupos. “Os jogadores do Real Madrid são todos individualmente muito fortes. Sei que vamos ter pela frente um adversário poderoso”, reconheceu o treinador do PSG, Unai Emery, acrescentando: “Mas para nós será uma grande oportunidade. Tenho confiança na equipa e sei que vamos fazer tudo para vencer.”

Em França o PSG lidera confortavelmente o campeonato com 12 pontos de vantagem, enquanto na Liga espanhola o Real Madrid já tem 17 de atraso para o líder Barcelona, embora com menos um jogo disputado. Os “merengues” têm averbado resultados comprometedores – venceram apenas dois dos últimos seis encontros em casa, em todas as competições, para além de um empate e três derrotas. Mas Zinedine Zidane retirou carga dramática à partida desta noite. “Não é uma final, é o primeiro de dois jogos da Liga dos Campeões. O que me interessa é jogar bom futebol. Não penso no que pode vir a acontecer”, sublinhou.

Sem atribuir favoritismo a nenhuma das equipas, Zidane também descartou comparações individuais entre Cristiano Ronaldo e Neymar. “São dois grandes jogadores, mas vai disputar-se um Real Madrid-PSG, não um Cristiano-Neymar. O Cristiano alcançou coisas extraordinárias, tem cinco Bolas de Ouro, mas não vou compará-los. Sobre o Neymar posso dizer que todos sabemos o que consegue fazer em campo. Tem muita qualidade e pode fazer a diferença, mas não queremos ver um duelo entre eles, mas sim entre as equipas”, reforçou o técnico francês.

Este será o sétimo duelo europeu entre os dois emblemas, que já se enfrentaram duas vezes a eliminar: nos quartos-de-final da Taça UEFA 1992-93 (apurou-se o PSG) e nos quartos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças 1993-94 (novo apuramento parisiense). Em 2015-16 defrontaram-se na fase de grupos da Liga dos Campeões, com empate em Paris e triunfo “merengue” em Madrid.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações