Moto GP, Moto 2 e Moto 3 encurtam várias corridas já em 2018

O objectivo é harmonizar o calendário para permitir uma melhor difusão do programa das provas.

Foto
LUSA/TRACEY NEARMY

A distância percorrida em algumas provas de Moto GP, Moto 2 e Moto 3, do Mundial de motociclismo de velocidade, vai ser reduzida nas épocas de 2018 e 2019, com o objectivo de harmonizar a duração das corridas. O anúncio foi feito pela organização das competições, que ressalva outra vantagem decorrente desta decisão: “Permitir aos difusores uma melhor organização do programa nos dias de corrida”.

Já a partir deste ano, na categoria principal, o Moto GP, serão encurtadas sete corridas, concretamente os Grandes Prémios (GP) das Américas, França, Catalunha, República Checa e San Marino, em uma volta, o GP de Espanha (duas voltas), e o de Valência (três).

Em Moto 2, categoria intermédia que conta com o piloto português Miguel Oliveira, as corridas americana, francesa, catalã, alemã, checa, japonesa, malaia e a de San Marino perdem uma volta, enquanto as de Espanha e Valência perdem duas. Em 2019, uma nova redução da extensão das provas será aplicada.

A decisão de reduzir a distância percorrida dos pilotos, em vez de uniformizar o calendário aumentando as provas mais curtas, decorre da restrições impostas à capacidade dos depósitos de combustível nas motos.