Moreirense é o terceiro clube a mudar duas vezes de treinador

Sérgio Vieira rescindiu contrato com os minhotos após o desaire diante do Estoril.

Foto
LUSA/OCTÁVIO PASSOS

O Moreirense anunciou nesta terça-feira a saída de Sérgio Vieira, tornando-se no terceiro clube a trocar duas vezes de treinador na edição 2017-18 da I Liga de futebol, depois de Paços de Ferreira e Desportivo das Aves.

Sérgio Vieira tinha sucedido a Manuel Machado no comando técnico da formação de Moreira de Cónegos, após a 10.ª jornada, orientando o clube em 12 jogos, deixando-o no 17.º lugar, com 19 pontos.

A saída de Sérgio Vieira do emblema do concelho de Guimarães ocorre no dia seguinte à derrota caseira frente ao Estoril Praia, por 1-2, num encontro em que a equipa anfitriã esteve a vencer.

Além da saída do treinador, o clube deu conta de que o plantel vai preparar o próximo encontro, diante do Desportivo de Chaves, sob orientação do preparador físico Leandro Mendes, que fazia parte da equipa técnica do Moreirense e que já comandou o clube interinamente em 2016-17, na visita ao Benfica (derrota por 3-0), após o despedimento de Pepa.

Na presente edição do campeonato, também trocaram duas vezes de treinador o Paços de Ferreira, que começou a época com Vasco Seabra, prosseguiu com Petit e é agora orientado por João Henriques, e o Desportivo das Aves, agora orientado por José Mota, depois de Ricardo Soares ter sido rendido por Lito Vidigal.

Entre as nove "chicotadas psicológicas" na I Liga, além das seis protagonizadas por estes clubes, contam-se ainda as saídas de técnicos de Boavista, Estoril-Praia e Belenenses, com as entradas de Jorge Simão, Ivo Vieira e Silas, para os lugares de Miguel Leal, Pedro Emanuel e Domingos Paciência, respectivamente.