Sete ideias para sair esta semana

O ano é do cão, com tempo para o queijo da serra, as laranjas, as máscaras e a percussão.

Petr Josek
Foto
Petr Josek

Sai o galo, entra o cão

Lisboa, Praça do Martim Moniz
Dias 10 e 11 de Fevereiro 

Comecem os festejos: estamos em contagem decrescente para 2018 (sim, leu bem). O Ano Novo Chinês chega daqui a uns dias (a 16 de Fevereiro) e o programa de celebrações não se fica pelas fronteiras do território, estendendo-se a cerca de 400 cidades nos quatro cantos do mundo. Em Lisboa, pelo quinto ano consecutivo, a Praça do Martim Moniz é o palco principal das actividades que nos trazem um mosaico cultural da China. Entre dragões de papel, tambores e danças, há espectáculos de companhias de Henan, Chongqing e Macau, artes marciais, o grande desfile pela Avenida Almirante Reis e um mercado tradicional com artesanato e objectos típicos. Na despedida do ano do galo não faltarão representações do cão, o signo deste novo calendário, cujo significado está associado à inteligência, lealdade e protecção. Assim sendo, feliz Ano Novo e que o cão esteja connosco.
Horário: das 10h às 17h.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
CARLA CARVALHO TOMAS

Pão pão, queijo queijo

Seia, Mercado Municipal e zona envolvente
De 10 a 13 de Fevereiro

Com 40 anos de idade, a Feira do Queijo Serra da Estrela assume a sua antiguidade sem rodeios. O queijo é o prato forte mas aqui pode encontrar e apreciar também outros saberes e sabores renomados da região como o pão, o vinho, os enchidos, o mel ou a lã. No programa do certame, além da música, do artesanato e das tasquinhas, recria-se a Quinta do Pastor, mostram-se os famosos cães Serra da Estrela e as peças tecidas de burel, fazem-se demonstrações ao vivo da ordenha da ovelha e dos pratos típicos dos pastores. A lista de atracções não fica por aqui: segunda e terça-feira os produtores do concelho convidam os visitantes a assistir à confecção do maior queijo de ovelha de Seia e dos enchidos, ao vivo e a cores.
Horário: todos os dias, das 10h às 22h (terça, até às 18h).
Entrada livre

 

PÚBLICO -
Foto
DR

A marimbar

Portimão. Teatro Municipal, Museu de Portimão, Casa Manuel Teixeira Gomes, Coreto, Largo da Mó e Praça da República
Até 13 de Fevereiro

Portimão volta a marcar o ritmo com o Festival Internacional de Percussão e o Encontróbaixo. Este ano, o evento duplo recebe, entre concertos e workshops, músicos como Vincent Houdijk, Maikel Claessens, Ramon Lormans, Ludwig Albert, Vicky Marques, Vasco Ramalho, André Rodrigues, Marisa Paulo, Bomboémia, Miguel Carneiro ou Tiago Rego. O Carnaval torna a dar o mote à iniciativa promovida pela Academia de Música de Lagos em parceria com o Conservatório de Música de Portimão Joly Braga Santos. O alinhamento distribui-se por vários espaços da cidade. Um dos momentos altos é o concerto de encerramento, que junta em palco todos os participantes (dia 13, às 21h30, no Teatro Municipal). Siga a festa, entre desfiles temáticos, batucadas, vibrafones, tímpanos, marimbas, baterias e outras percussões.
Bilhetes: grátis a 8€

 

PÚBLICO -
Foto
Bruno Simões Castanheira

O Inverno… perdão, o Carnaval está a chegar

Por todo o país.
De 10 a 13 de Fevereiro

De Norte a Sul do país, cumpre-se a tradição. Das máscaras artesanais que vão beber aos costumes e raízes portuguesas aos fatos deste século inspirados na cultura contemporânea, o traje quer-se a rigor. Em Bragança, há mais de mil caretos à solta, para dançar e assustar as raparigas solteiras. Podence, em Macedo de Cavaleiros, abre portas ao Entrudo Chocalheiro e mostra a festa de Carnaval que diz ser “a mais genuína de Portugal”. Estarreja dança com marionetas gigantes. Torres Vedras propõe um oceano de folias, com corsos, carros alegóricos, matrafonas, zés-pereira e cabeçudos. Em Sesimbra, não falta o samba na marginal, cegadas, cavalhadas e o tradicional Enterro do Bacalhau. Loulé convida para o Carnaval Summit. Para os fãs da Guerra dos Tronos, há uma proposta especial: o Holiday Inn Porto, em Gaia, serve um jantar num cenário preparado a rigor. Máscaras há muitas, é vestir e entrar no espírito. Dizem que ninguém leva a mal.

 

PÚBLICO -
Foto
DR

O amor está na gruta

Mira de Aire, Grutas
Dia 14 de Fevereiro

Se acredita que o coração se conquista pelo estômago e se o Dia de S. Valentim faz parte da sua agenda, tome nota: jantar à luz das velas nas Grutas de Mira de Aire. O cenário, umas das Sete Maravilhas Naturais de Portugal, serve romantismo e exclusividade em doses iguais numa experiência diferente e com o toque de surpresa que a ocasião pede. Para os interessados, a ementa inclui ainda uma visita guiada às grutas antes do jantar. O evento é promovido pela Grand’Ideia, que aqui veste o papel de Cupido e leva os namorados a uma viagem ao interior da terra nas maiores grutas turísticas nacionais.
Horário: quarta, às 21h (visita guiada às 20h).
Preço do jantar por casal: 180€
Informações e reservas através de reservas@grandideia.pt ou 963763717.

 

PÚBLICO -
Foto
Márcio Ballas DR

Sem rede

Sintra, Centro Cultural Olga Cadaval
De 15 a 18 de Fevereiro

Acompanhar momentos de absoluto improviso teatral. Esta é a proposta do Espontâneo, o primeiro festival português totalmente dedicado a esta técnica. A sétima edição conta com convidados de Portugal, Israel, Brasil, EUA e Espanha. Márcio Ballas, Yvonne & Andy, Cia. Teatro Improviso Salvador, Impromadrid, Inbal Lori e Paula Galimberti são alguns dos improvisadores de serviço num cartaz que conta ainda com encontros improvisados e workshops para profissionais ou simples curiosos.
Horário: quinta a domingo, às 21h30.
Bilhetes diários a 10€

 

PÚBLICO -
Foto
ENRIC VIVES-RUBIO

De manhã é ouro, à tarde é prata

Silves, Fissul - Pavilhão de Feiras e Exposições de Silves
De 16 a 18 de Fevereiro

Pelo segundo ano, Silves transforma-se na Capital da Laranja. A ideia é promover a cidade algarvia conhecida pela produção dos citrinos. Na montra estão dezenas de expositores dedicados à citricultura, assim como outros produtos regionais, como o vinho, a doçaria, o artesanato e a gastronomia. Juntam-se conferências, um festival de cocktails, a marcha-corrida dos Namorados e a Rota da Laranja, que visa alargar a procura sazonal do concelho. Para contrariar o que diz o ditado, ao palco da Fissul sobem Raquel Tavares (sexta), Amor Electro (sábado) e Moçoilas (domingo). Porque aqui, à noite a laranja não mata, dá música.
Horário: das 10h às 23h (domingo, até às 18h).
Grátis

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações