Um pequeno asteróide vai passar entre a Terra e a Lua

A NASA garante que a trajectória não representa qualquer perigo para o planeta.

Foto
Asteróide vai passar a menos de um um quinto da distância entre a Terra e a Lua Reuters/SHAILESH ANDRADE

Um asteróide com uma dimensão de entre 15 a 40 metros irá passar nesta sexta-feira entre a Terra e a Lua, anunciou a NASA. O trajecto do asteróide 2018 CB passará a uma distância de 64 mil quilómetros da Terra, o equivalente a apenas um quinto da distância entre a Terra e a Lua. Porém, a agência espacial norte-americana garante que a trajectória não representa qualquer perigo para o planeta.

O momento em que este corpo mais se aproximará da Terra será quando o relógio em Portugal continental marcar 22h, altura em que ficará à distância mínima da Terra durante a trajectória.

“Apesar de ser relativamente pequeno, pode ser maior asteróide do que aquele que entrou na atmosfera da Terra, sob a cidade russa de Cheliabinsk, há exactamente cinco anos, em 2013”, detalhou Paul Chodas, director do Centro de Estudos para Objectos Próximos da Terra da NASA.

O meteoro de Cheliabinsk entrou na atmosfera da Rússia a 15 de Fevereiro de 2013. A queda deste objecto vindo do espaço causou 1200 feridos e 25 milhões de euros em prejuízos. Um estudo divulgado um ano mais tarde concluiu que o asteróide que explodiu sobre Cheliabinsk, cidade da região dos Montes Urais, na Sibéria, Rússia, tinha colidido com outro asteróide muito antes de atingir a Terra.

“Os asteróides deste tamanho não chegam tão perto do nosso planeta com frequência — talvez apenas uma ou duas vezes por ano", acrescentou Chodas.

Este não é o único asteróide a aproximar-se da Terra esta semana. Na terça-feira, um outro asteróide com dimensões semelhantes aproximou-se do planeta, ainda que a uma distância significativamente maior que à do 2018 CB, a 184 mil quilómetros.