Membro do Governo demite-se por chegar atrasado ao Parlamento

Michael Bates chegou atrasado a uma sessão na Câmara dos Lordes, perdendo uma pergunta dirigida ao Governo. Depois de pedir desculpa, demitiu-se e retirou-se da sala perante a estupefacção dos parlamentares.

Foto
Youtube

O insólito aconteceu nesta quarta-feira na câmara alta do Parlamento britânico. Michael Bates, secretário de Estado para o Desenvolvimento Internacional no Governo liderado pela primeira-ministra Theresa May, chegou atrasado a uma sessão na Câmara dos Lordes, o que fez com que não pudesse responder a uma pergunta que lhe era colocada. Depois de pedir desculpa, e sem que ninguém o previsse, Bates anunciou que se iria demitir com efeitos imediatos e retirou-se da sala.

A reacção extemporânea do governante chocou todos os membros da Câmara dos Lordes. E o choque foi bem audível no final da sua intervenção.

“Durante os cinco anos durante os quais tive o privilégio de responder a perguntas em nome do Governo, sempre acreditei que nos deveríamos elevar aos mais altos padrões possíveis de cortesia e respeito ao responder em novo do Governo a perguntas legítimas”, afirmou Bates a apresentar um pedido de desculpas pelo atraso.

“Estou verdadeiramente envergonhado por não estar no meu lugar e por isso vou apresentar a minha demissão à primeira-ministra com efeitos imediatos”, atirou depois, consumando assim aquela que já é descrita uma das mais surpreendentes e dramáticas demissões num Governo britânico nos últimos anos. Depois desta afirmação, Bates simplesmente pegou nos seus documentos, colocando-os debaixo do braço, e retirou-se da sala perante a surpresa e a estupefacção generalizadas na Câmara dos Lordes.

Sugerir correcção