Vieira da Silva vai à ONU defender o potencial dos idosos

O ministro português apresentará em Nova Iorque uma declaração assinada em Lisboa pelos 56 Estados-membros da Comissão Económica das Nações Unidas para a região Europa.

Foto
LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, vai defender nas Nações Unidas o potencial dos idosos e do envelhecimento activo, na 56.ª sessão da Comissão para o Desenvolvimento Social, que começa na segunda-feira.

José António Vieira da Silva irá apresentar, na quarta-feira a Declaração Ministerial "A Sustainable Society for all ages: Realizing the potencial of living longer" (Uma sociedade sustentável para todas as idades: Realizar o potencial da longevidade), assinada em Lisboa em a 22 de Setembro de 2017 pelos 56 Estados-membros da Comissão Económica das Nações Unidas para a região Europa (UNECE).

No documento, os países reconhecem a necessidade "de desenvolver respostas políticas mais abrangentes às necessidades individuais e sociais do envelhecimento da população" e de "garantir ou melhorar o acesso existente de pessoas idosas a protecção social adequada e ao bom funcionamento dos sistemas de saúde e cuidados de longa duração".

O ministro português irá apresentar aos restantes Estados-membros as três prioridades até 2022 definidas no documento: reconhecer o potencial da pessoa idosa, encorajar o envelhecimento activo, garantir um envelhecimento com dignidade.

Antes, na segunda-feira, Vieira da Silva fará a comunicação de Portugal à sessão de abertura da Comissão para o Desenvolvimento Social.

No dia seguinte, Vieira da Silva participa num almoço-debate promovido pela Associação Americana de Pessoas Reformadas e pelo Departamento para os Assuntos Económicos e Sociais da ONU sobre estratégicas para a erradicação da pobreza.

Vieira da Silva tem ainda prevista, para quarta-feira, uma reunião bilateral com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.