Morte de Tom Petty foi causada por "overdose acidental"

Músico tomava uma série de medicamentos devido a um conjunto de problemas de saúde.

Foto
LUSA/DAVID RAE MORRIS

A autópsia confirmou que a morte de Tom Petty foi causada por uma “overdose acidental”, anunciaram nesta sexta-feira a viúva, Dana Petty, e a filha mais velha do músico, Adria.

Numa publicação no Facebook, a família revela assim que Petty sofreu um ataque cardíaco provocado por uma mistura de medicamentos. “No dia em que ele morreu, ele foi informado de que a sua anca se tinha fracturado totalmente e é a nossa sensação de que a dor era simplesmente insuportável e era a causa do seu uso excessivo de medicação”, escreveram.

A família explicou ainda no mesmo comunicado que o músico, que foi encontrado morto no dia 2 de Outubro do ano passado, estava a tomar uma série de medicamentos devido a um conjunto de problemas, como uma fissura na anca – e que depois se fracturou completamente -, problemas no joelho e enfisema. 

Tom Petty foi um dos dos mais bem sucedidos músicos rock de todos os tempos.