UKIP suspende namorada do líder por comentários racistas sobre noiva de príncipe

A ex-modelo de 25 anos Jo Marney disse que os negros são feios e que Meghan Markle vai "manchar" a família real.

Fotogaleria
FACUNDO ARRIZABALAGA/EPA
Fotogaleria
FACUNDO ARRIZABALAGA/EPA

O partido anti-Europa britânico UKIP suspendeu a namorada do seu líder por ter feito comentários racistas sobre a noiva do príncipe Harry.

O jornal The Mail on Sunday publicou uma série de mensagens enviadas pela namorada de Henry Bolton, Jo Marney, em que afirma que Meghan Markle vai "manchar" a família real, que tem "um cérebro pequeno" e que as pessoas negras são feias. As mensagens foram enviadas algumas semanas antes do início da relação entre Marney e o líder do UKIP, esclarece o jornal.

A resposta a uma das mensagens - não se diz a quem foram enviadas - sugere que os comentários são racistas, ao que Jo Marney responde "E então?" - acrescenta que não quer que a sua cultura seja invadida por outras "raças".

Bolton não quis fazer comentários. Mas Marney pediu desculpa e explicou que as mensagens foram retiradas de contexto. "Ainda assim, peço desculpa, e sem qualquer reservas, pela linguagem chocante que usei", escreveu num depoimento que enviou ao Mail.

O UKIP confirmou que Marney, uma ex-modelo de 25 anos, foi suspensa mas alguns militantes já pediram que seja expulsa do partido. Há também quem peça já a demissão de Bolton. 

Henry Bolton, antigo militar de 54 anos, assumiu aliderança do partido em Setembro do ano passado. Substituiu Paul Nuttall, que se demitiu depois do UKIP ter tido uma péssima prestação nas eleições legislativas do ano passado, baixando de 12,6% (em 2015) para 1,8%.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações