Aos 20 anos, Shane Missler reforma-se com 174 milhões de euros no bolso

Vencedor da lotaria norte-americana, jovem da Florida diz querer aproveitar o gigantesco prémio para ajudar a família, divertir-se, mas também fazer algo pela humanidade.

O vencedor da lotaria norte-americana (à direita)
Foto
O vencedor da lotaria norte-americana (à direita) Shane Missler/Facebook

Do dia para a noite, a conta bancária do norte-americano de 20 anos Shane Missler passou a somar centenas de milhões de dólares: o jovem reclamou esta sexta-feira o primeiro prémio da lotaria norte-americana, 451 milhões de dólares (cerca de 372 milhões de euros), o quarto maior de sempre do sorteio Mega Millions — embora reduzidos no final de contas a 211 milhões de dólares (174 milhões de euros), uma vez que o vencedor escolheu receber a soma em bruto e não em prestações, e após pago um imposto de 25%.

“Quero tomar conta da minha família, divertir-me e cimentar um caminho de sucesso financeiro para que possa deixar um legado para o futuro”, disse o vencedor da lotaria, citado pela imprensa norte-americana, depois de apresentar o bilhete no estado da Florida, afirmando que já teve até um curso intensivo para aprender a gerir tamanha quantidade de dinheiro.

Missler leva para casa, em valores brutos, algo equivalente a todo o património da popular cantora pop norte-americana Taylor Swift, como compara o Washington Post .

Esta história de sorte começou quando o rapaz de 20 anos comprou cinco bilhetes da lotaria (que é jogada em 44 dos 50 estados norte-americanos) numa loja de conveniência na cidade de Port Richey, no estado da Florida, onde a sua família mora — e de onde agora quer sair. Também o vendedor do local onde foi comprado o bilhete premiado recebeu um bónus de 82 mil euros.  

Quando soube que era o vencedor, Missler ligou primeiro ao seu irmão e só contou ao seu pai na manhã seguinte, enquanto tomavam café.

Missler diz que já tinha a “sensação” de que iria ganhar o grande prémio, razão pela qual não ficou muito surpreendido quando ganhou, lê-se num comunicado divulgado pela Florida Lottery, instituição que regula os jogos da sorte no estado.

“Se há uma coisa que aprendi durante o meu curto período aqui na Terra é que aqueles que mantêm um estado de espírito positivo e se mantêm verdadeiros consigo mesmos tendem a ser recompensados”, disse Missler na altura em que foi levantar o prémio, acompanhado pelo seu pai e por um advogado.

“Só tenho 20 anos, mas espero usá-lo [o dinheiro] para seguir umas quantas paixões, ajudar a minha família e fazer o bem pela humanidade”, referiu ainda em comunicado.

Segundo o seu advogado, o sortudo “reformou-se” do seu emprego numa empresa de recursos humanos, refere o jornal regional Tampa Bay Times

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações