Rebecca Hall não trabalha mais com Woody Allen. Liam Neeson fala em "caça às bruxas"

Depois de Catherine Deneuve, Liam Neeson também se questiona se as polémicas de assédio sexual em Hollywood não se estão a transformar numa “caça às bruxas”.

Fotogaleria
Rebecca Hall Reuters
Fotogaleria
Liam Neeson,Liam Neeson Reuters,Reuters
Fotogaleria
Woody Allen Miguel Manso

A actriz Rebecca Hall, que Woody Allen ajudou a lançar para o estrelato dando-lhe o papel principal em Vicky Cristina Barcelona que lhe valeu a nomeação para um Globo de Ouro como melhor actriz, anunciou que não volta a trabalhar com o realizador.

A decisão, tornada pública num post da actriz no Instagram, surge pouco depois de Hall ter terminado as filmagens do novo filme de Woody Allen, intitulado A rainy day in New York. A película inclui cenas de sexo entre um homem de meia-idade com aspirantes a actrizes menores e a personagem interpretada por Rebecca Hall acusa a de Jude Law de ter tido relações sexuais com uma “concubina” de 15 anos.

Rebecca Hall contou também que irá doar o seu cachet à Time´s Up Iniciative, que se dedica a combater o assédio sexual na indústria cinematográfica de Hollywood mas também noutros sectores norte-americanos.

O anúncio surge dias depois de a filha adoptiva de Woody Allen, Dylan Farrow, ter escrito comentários no Twitter e questionado por que é que Hollywod continua a apoiar o pai quando ela tem denunciado nos últimos 20 anos os abusos sexuais que sofreu dele em criança. Motivada pelo apelo de Dylan, Rebecca Hall pede desculpa por ter trabalhado com Woody Allen, seguindo declarações no mesmo sentido das actrizes Mira Sorvino e Greta Gerwig.

“Depois de ler e reler as declarações de Dylan Farrow há alguns dias e de voltar a ler outras mais antigas, vejo não só quão complicado é este assunto, mas também que as minhas acções fizeram com que outras mulheres se sentissem silenciadas e diminuídas”, escreveu Rebecca Hall.

Liam Neeson e a "caça às bruxas"

Entretanto, Liam Neeson considerou que esta onda de acusações e alegações de conduta sexual imprópria que perpassam por toda a indústria do entretenimento tem "um pouco de caça às bruxas", seguindo o que Catherine Deneuve e uma centena de subscritores disseram numa carta aberta que acendeu ainda mais a polémica. Neeson desvalorizou a polémica, chegando mesmo a dizer que em alguns casos se trata de "brincadeira de crianças".

Numa entrevista no programa The Late Late Show, na televisão irlandesa RTE, o actor disse que "há algumas pessoas, pessoas famosas, a serem acusadas de repente de tocarem no joelho de algumas jovens, ou algo do género, e de um momento para o outro são retiradas dos seus programas" ou trabalhos.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações