Aprovação dos projectos da cannabis nas mãos dos deputados comunistas

Foto
LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

O PS é favorável aos dois projectos de lei do Bloco de Esquerda e do PAN sobre uso de cannabis para efeitos terapêuticos, mas vai dar liberdade de voto aos seus deputados, confirmou à Lusa fonte da direcção da bancada dos socialistas.

À direita, o PSD e o CDS-PP anunciaram o seu voto contra. O futuro dos dois diplomas dependerá, assim, do sentido do voto da bancada do PCP que apresentou um projecto de resolução para que o Governo avalie o impacto da utilização terapêutica da cannabis - que o PSD aprovará, segundo adiantou o deputado social-democrata Miguel Santos. 

À direita, o CDS-PP já anunciou o seu voto contra, pelo que PS (86 deputados), BE (19) e o PAN (um) precisarão de pelo menos 108 votos para fazer passar os diplomas na generalidade, mas, à partida, só têm 106. Com a liberdade de voto dada aos deputados, o PS não assegura assim todos os 86 votos da bancada.

Neste cenário, e contando com eventuais divisões nos socialistas, o voto dos 15 deputados do PCP seriam decisivos para o resultado.