Como a urina de uma mulher grávida activa um desconto

O anúncio a um berço da IKEA, divulgado numa revista sueca, esconde um desconto, que aparece quando entra em contacto com a urina de uma mulher grávida.

Foto
Åkestam Holst é a agência publicitária responsável por este anúncio, publicado na revista sueca Amelia PAULO PIMENTA / PUBLICO

Um anúncio da IKEA, publicado numa revista sueca, encoraja as mulheres a urinar para a página. A agência publicitária responsável é a Åkestam Holst, vencedora dos prémios internacionais para Agência do Ano da Adweek 2017, e que tem trabalhado com a IKEA nos últimos anos, indica a mesma revista.

Se a urina for de uma mulher grávida, um desconto especial no preço do berço anunciado aparece na página. A tecnologia utilizada é similar à de um teste de gravidez. O anúncio foi criado com a colaboração do laboratório sueco Mercene Labs e foi publicado na revista feminina Amelia, considerada pela agência como uma das mais influentes para as mulheres. "Urinar neste anúncio pode mudar a tua vida", lê-se no início da página.

“Para que esta funcionalidade interactiva resulte, tivemos de fazer vários avanços técnicos. Usámos as fitas dos testes de gravidez - que dependem da ligação dos anticorpos com as hormonas de gravidez hCG, resultando na mudança de cor - como ponto de partida. Para ampliar esta técnica para o formato físico de um anúncio impresso, a Mercene Labs usou a sua experiência no desenvolvimento de materiais activos de superfície para microfluidos e diagnósticos médicos”, explica a agência publicitária.

Riccardo Navone, director de marketing da IKEA Portugal, disse ao PÚBLICO que a empresa não tem "planeada esta campanha em Portugal".

A IKEA é conhecida pelo seu sentido de humor na produção de conteúdos publicitários. Em 2014, a empresa lançou um vídeo no canal de YouTube IKEA Singapura intitulado Experience the power of a bookbook™, para promoção do catálogo de 2015. O vídeo conta com a participação de Jörgen Eghammer, director do departamento de design da IKEA que refere que o catálogo "não tem cabos" e que "vem completamente carregado", sendo que "a bateria é eterna". No que muitos consideram uma paródia à empresa norte-americana Apple, é referido ao longo do vídeo o tamanho do catálogo, o fácil manuseamento das páginas utilizando os dedos e o facto de chegar de forma gratuita às caixas de correio.

Não é também a primeira vez que há uma ligação entre um anúncio em papel e urina. Em 2001, o canal Animal Planet afixou cartazes publicitários em Londres com um cheiro que simulava urina de cão. Quando os cães se aproximavam para cheirar, os donos deparavam-se com um cartaz que anunciava uma exposição canina.