Fleet Foxes e The Kooks sobem aos palcos portugueses durante este ano

O folk dos americanos liderados por Robin Pecknold junta-se a Björk e Skepta em Paredes de Coura, enquanto o rock dos britânicos é a mais recente confirmação da edição deste ano do Alive.

Fotogaleria
Concerto dos Fleet Foxes a 8 Julho de 2011 no Nos Alive Miguel Manso / PUBLICO
Fotogaleria
Concerto dos The Kooks a 14 Julho de 2011 no festival Super bock Super Rock LM miguel Manso - publico

Os Fleet Foxes são a mais recente confirmação da 26.ª edição do Festival Vodafone Paredes de Coura. Ao fim de seis anos, a banda acordou no ano passado do hiato começado após o lançamento do segundo álbum Helplessness Blues, em 2011, e regressou com o seu terceiro álbum, Crack-Up, que fará parte do alinhamento do concerto agendado para o dia 16 de Agosto, na Praia Fluvial do Taboão. Mas não é a única novidade que o novo ano traz, com a confirmação dos britânicos The Kooks no NOS Alive 2018. Será a 13 de Julho, no Passeio Marítimo de Algés. A banda não lança um álbum de originais desde 2014, ano de Listen, o quarto disco, mas editou uma compilação, The Best of... So Far, no ano passado.

Esta será a terceira passagem dos Fleet Foxes por Portugal e marcará o regresso da banda aos palcos nacionais, depois de ter passado em 2011 e 2017 pelo NOS Alive.

O quinteto de Seattle, influenciado pelo country-rock americano e pelo folk-rock britânico, lançou o seu primeiro álbum, Fleet Foxes, em 2008. O trabalho foi apontado como melhor álbum desse ano por vários jornais, revistas e sites, entre eles o Times, o Guardian, a Pitchfork, a Billboard e a Mojo.

Helplessness Blues, de 2011, inspirado em Roy Harper, um génio excêntrico da folk britânica das décadas de 1960 e 1970, valeu ao segundo álbum da banda um Grammy de Melhor Álbum de Folk. 

Robin Pecknold, vocalista, guitarrista e compositor dos Fleet Foxes, afastou-se do grupo em 2012, após uma crise de identidade. Entre outras acções, Pecknold abandonou Seattle, inscreveu-se num curso de carpintaria e decidiu estudar Humanidades. Mas aquilo que parecia ser o fim da banda que lhe deu fama acabou por se transformar numa nova fase musical dos Fleet Foxes, que chamou ao terceiro disco Crack-Up, um título inspirado num ensaio de F. Scott Fitzgerald.

Os Fleet Foxes são o quinto nome anunciado para a 26.ª edição do festival Vodafone Paredes de Coura. A banda junta-se ao cartaz no segundo dia do festival, para o qual já estavam confirmados Björk, Skepta, Curtis Harding e ...And You Will Know Us By The Trail Of Dead.

Já os The Kooks são conhecidos pelo rock inspirado em nomes como os Rolling Stones, os Beatles e Bob Dylan. Formaram-se em 2004 e editaram o primeiro álbum, Inside In/Inside Out, composto por canções como Naïve, que chegou ao quinto lugar do topo das tabelas de singles do Reino Unido, em 2006.

Além dos britânicos, a edição deste ano do Alive contará também com os recentemente reunidos At The Drive In, bem como Chvrches, Franz Ferdinand, Friendly Fires, Future Islands, Khalid, Mallu Magalhães, Pearl Jam, Perfume Genius, Portugal. The Man, Queens Of The Stone Age, Rag'n'Bone Man, Real Estate, The National, Two Door Cinema Club e Wolf Alice.