Fotogaleria
Fotogaleria

Colectivo luso-brasileiro expõe em museu de Telavive

"Wanderlust Art" é o nome da exposição que os artistas portugueses Nomem e Ram e o brasileiro Utopia vão inaugurar, a 11 de Janeiro, no Museu Beit Ha'ir, em Israel

Os artistas portugueses Nomen e Ram e o brasileiro Utopia inauguram este mês em Telavive, Israel, a exposição Wanderlust Art, com as peças a serem pintadas nas paredes interiores do Museu Beit Ha'ir.

De acordo com Nomen, em declarações à agência Lusa, em Wanderlust Art estará representado Portugal, "através de pinturas de personagens da cultura portuguesa, como por exemplo Amália Rodrigues e Aristides de Sousa Mendes". As obras, explicou aquele que é um dos pioneiros do graffiti em Portugal, serão "pintadas directamente sobre as paredes do interior do museu Beit Há'ir pelos três elementos da Double Trouble Crew (Nomen, Ram e Utopia).

Wanderlust Art é inaugurada a 11 de Janeiro e ficará patente até 11 de Abril.

A Double Trouble Crew surgiu em 2015, na sequência dos muitos anos que Nomen, Ram e Utopia passaram juntos a pintar paredes um pouco por todo o país. O trabalho dos três artistas, enquanto colectivo, é descrito como "uma explosão colorida de emoções, uma jornada na dinâmica abstracta, graffuturism, figurativismo exótico e retratos complexos".

Nomen, nascido Nuno Reis, em 1974, começou a pintar em 1989, em Carcavelos, numa altura em que não havia paredes legais e o graffiti era visto apenas como vandalismo. Apesar de ter começado a pintar no final da década de 80, viver em exclusivo da arte só foi possível a partir de 2007.

Miguel Caeiro (Ram) nasceu em Sintra, em 1976, tendo começado a pintar nas ruas na década de 90, impulsionado pelos graffiti que via nos túneis de Carcavelos, uma das praias onde surfava. Ex-designer, em 2000 passou a dedicar-se em exclusivo ao graffiti. Em 2005 fundou, com Gonçalo Mar, o ARM Collective.

Oliveiros Júnior (Utopia) nasceu em São Paulo, onde começou a pintar nas ruas no final da década de 90. Há uns anos acabou por trocar a cidade brasileira por Lisboa.