Macron transforma em lei a guerra contra as notícias falsas

O Presidente francês anunciou que será exigida uma maior transparência relativamente ao conteúdo patrocinado publicado na Internet e dará mais poderes ao regulador televisivo a combater canais estatais estrangeiros.

Anúncio foi feito durante o discurso de ano novo do Presidente francês
Foto
Anúncio foi feito durante o discurso de ano novo do Presidente francês LUSA/LUDOVIC MARIN

No seu discurso de ano novo, o Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou que a sua prometida guerra contra as notícias falsas vai ser convertida em lei. A nova legislação proposta pelo líder gaulês vai obrigar a uma maior transparência relativamente ao conteúdo patrocinado publicado na Internet e dará poderes ao regulador televisivo para combater canais televisivos estatais estrangeiros.

Afirmando que pretende “proteger a democracia”, Macron disse que quer combater “esta propaganda articulada com milhares de contas nas redes sociais”, cita a comunicação social francesa.  

Durante a campanha presidencial em que Macron bateu a candidata da Frente Nacional, Marine Le Pen, o agora Presidente francês denunciou que foi alvo de uma tentativa de desestabilização parte de órgãos de comunicação social russos, tais como o canal Russia Today.

No discurso proferido nesta quarta-feira, Macron não referiu nomes nem países, mas explicou os objectivos da lei que agora propõe: os reguladores audiovisuais franceses terão mais poderes para limitar a actuação de canais estatais ou controlados por Estados estrangeiros em períodos eleitorais; obrigará os sites que publiquem conteúdos patrocinados a uma maior transparência em relação à origem e financiamento desses conteúdos; e será mais fácil denunciar uma notícia falsa aos tribunais e, consequentemente, o encerramento de uma plataforma que divulgue conteúdos falsos.

Marine Le Pen reagiu a esta medida de Macron, afirmando que França estava a “amaldiçoar os seus cidadãos”. “Quem vai decidir se uma notícia é falsa? Os juízes? O Governo?”, escreveu no Twitter.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações