P3
Foto
P3

VideocliP3 do ano 2017

Chegou a tua vez de escolher. Até 7 de janeiro, vota no VideocliP3 de 2017. O vencedor é anunciado a 8

Antes de mais, convém dizer que para nós, VIDEOCLIPE.PT, os videoclipes nascem todos iguais. Ai, sim, sim! Porque qualquer pessoa pode adicionar um link de um vídeo (mais nome da banda e do tema) na plataforma dos videoclipes portugueses. É em função disso que escolhemos um por semana para o destacar na única galeria dedicada à criatividade nacional deste género audiovisual, que é também um espaço de promoção para as bandas nacionais. E, sem qualquer remuneração, nem PPR, desde há cinco anos fazemos aqui uma curadoria única: escolhemos, mas também prestamos informação sobre o trabalho das bandas e conhecimento sobre esta muito particular atividade artística, que nem é ensinada nas escolas superiores das matérias audiovisuais. Pode até haver alguma pessoa que critique tamanha transparência e dedicação (e neste texto, alguma gabarolice), mas essa será com certeza uma pessoa raríssima.

Ainda assim, no final de cada ano, o P3 não vem pedir-vos favores, nem doações em numerário (se bem que!...). Nem sequer apelos à independência, ou a uma nova república ou federação, apenas e tão só à vossa votação. Porque isso sim, é que é o gesto de maior nobreza para o(a) leitor(a) do P3: eleger o “melhor” videoclipe nacional. Para assim, com toda a pompa, se poder anunciar o noivado, perdão, o ansiado VideocliP3 do Ano.

Do ano de 2017, claro, durante o qual esta galeria até pegou fogo — bem, talvez isto não seja a melhor ironia. Embora, deve ter sido ela, a figura de estilo, que terá feito galgar visualizações, partilhas e comentários, por titularmos “O vídeo do Filipe Pinto que devia ser escondido”. E, imagine-se, até teve chamada à “homepage” do Público – coisa rari... bem, adiante.

Votação (até 7 de janeiro)
Os Azeitonas - “Fundo da Garrafa”. Realizado por Bruno Caetano e Rui Telmo Romão
Mirror People - “Crime Scene”. Realizado por Vasco Mendes
CRU - “Espaço”. Realizado por Ricardo Teixeira
Nice Weather For Ducks - “On The Sand By The Sea”. Realizado pelo coletivo CASOTA
First Breath After Coma - “Nagmani”. Realizado pelo coletivo CASOTA
The Sunflowers - “Mountain”. Realizado por Júlio Dantas
Nádia Schilling - “Kite”. Realizado por João Pombeiro
Miguel Araújo - “Axl Rose”. Realizado por Bruno Caetano
The Legendary Tigerman - “Fix of Rock’n’Roll”. Realizado por Paulo Furtado
The Gift - “You Will Be Queen”. Realizado por Niv Novak
made over here

Caríssimo(a) leitor(a), aqui ao lado, tens assim disponível uma folha de voto, na qual se apresentam, por ordem cronológica da inscrição na nossa plataforma, os habituais dez candidatos por nós selecionados. Portanto, vota com toda a sua consciência estética, mas lembra-te que esta urna digital fecha às 23h30 de 7 de janeiro.

Para os indecisos, e para todos os que queiram ter o voto bem fundamentado, lembramos os nossos fabulosos sloganspara cada candidato, e cada um com a respetiva hiperligação para visionamento ou para leitura do “programa” visual e musical, através da seguinte listagem.

- Os Azeitonas e a beleza do dark side

- Mirror People e a mulher que atravessou o espelho

- Por que não prender a banda CRU?

- Como é “Nice...” tripar e sonhar à beira-mar?! [Nice Weather For Ducks]

- A esperança vital dos First Breath After Coma

- Miúdos, se ouvirem The Sunflowers, levam um estalo!

- A prometedora Nádia Schilling que ainda não foi à Eurovisão

- O passeio da memória do Miguel Araújo

- The Legendary Tigerman partiu a cabeça, mas tem cura

- The Gift e um estonteante movimento artístico

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.