<p>PIXABAY</p>
Foto

PIXABAY

Megafone

Resoluções de Ano Novo: e que tal ajudar os animais?

O primeiro passo é definir o voluntariado como prioridade.

Joana Rita é filósofa e "dog lover"

 

Termina o ano, inicia outro e damos por nós a pensar em tudo aquilo que gostaríamos de fazer. “Resoluções de ano novo” – é assim que chamamos àquela lista que fica na agenda, na porta do frigorífico ou simplesmente na nossa cabeça.

1 – Passear cães

Para os cães que estão num canil ou num albergue, à espera do momento da sua adopção, o passeio é um dos momentos mais felizes. Para nós, voluntários, é uma forma de conhecer os comportamentos dos animais, de fazer exercício físico e de sentir que naquela meia hora contribuímos para que aquele cão se sentisse um pouco livre.

2 – Ser voluntário em campanhas de recolha de alimentos

Uma ou duas vezes por ano a Animalife organiza campanhas de recolha de alimentos para várias associações. É comum haver apelos a solicitar voluntários para estar nos super ou hipermercados a levar a cabo essa recolha.  Que tal inscreveres-te num turno?

3 – Angariar bens junto da comunidade local

Contacta a associação recreativa, a escola, a igreja, a farmácia ou o café do bairro e promove uma recolha de bens para o albergue local ou outra instituição. Informa-te sempre primeiro quais são os bens de que a associação em causa mais precisa, naquele momento. Por vezes, há necessidades pontuais que são mais urgentes.

4 – Participar e/ou promover acções de sensibilização junto dos mais novos

Se és pai ou mãe, padrinho ou tia, avô ou professor – que tal promover acções de sensibilização junto da escola das tuas crianças? Uma visita ao albergue da zona? Escrever artigos para o jornal da escola e divulgar associações que precisam de ajuda?

5 – Dar tempo, na tua área de especialidade

Trabalhas em design? Que tal contactar o albergue da zona e oferecer materiais de comunicação? És web developer? Já pensaste que as associações também precisam de desenvolver uma presença online? És escritor e gostarias de escrever histórias sobre os cães para ajudar na promoção da sua adopção? És fotógrafo? Que tal passar umas horas num canil para fotografar os animais e colaborar na sua divulgação?

Nem todas as formas de voluntariado passam, necessariamente, por passar tempo no albergue. Podemos fazer isso à distância ou pontualmente. Já colaborei com associações oferecendo o meu tempo para gerir uma página no Facebook, uma conta de Twitter, para fazer copywriting ou trabalho de relações públicas.

Confesso que o que gosto mesmo é de estar no albergue, lavar as box, ajudar nas medicações, apanhar muito poop, fazer passeios e colaborar na hora da alimentação. Se o voluntariado com animais é uma das tuas resoluções de ano novo: vá lá, não há desculpas!

O primeiro passo é definir o voluntariado como prioridade. O segundo é procurar um canil ou um albergue e perceber como podes ajudar. Feliz Ano Novo!