Comer chocolate na passagem de ano adoça a vida

Foto
Marco Duarte

As tradições ou rituais de passagem de ano são muitas. No Brasil há muito que têm a tradição de comer chocolate no dia 31. Em Portugal este ritual começa já a integrar as tradições gastronómicas dos consumidores que acreditam que “mais vale prevenir…”.

Quais as características essenciais de um chocolate?

O brilho é o aspecto principal do chocolate, nomeadamente de um bombom. A “crocância”, ou seja, a quebra do chocolate ao trincar, é outra característica a ter em conta. O consumidor deve sentir que este está bem homogéneo e conseguir saborear os aromas do chocolate.

Nada como ler primeiro os ingredientes. No caso de querer comprar uma tablete de chocolate, de preferência, procure se tem manteiga de cacau, não devendo existir gorduras vegetais adicionadas. Se for um bombom, deve ter pelo menos cacau e manteiga de cacau.

Quais os sinais de alarme?

A tarefa de escolher segura e saborosamente o seu chocolate torna-se complicado quando está a comprar embalado. Se conseguir comprar avulso, estará em condições de verificar alguns sinais que são sinónimo de uma má opção: um aspecto esbranquiçado é sinal de oscilações na temperatura. Não deve comprar os bombons e, se o fizer, pode devolvê-los. Não se pode dizer que o produto está estragado, mas está alterado. O sabor não é igual e, certamente, perdeu o brilho.

Que sabor devemos escolher?

A maioria dos consumidores opta pelos chocolates mais doces. Contudo, esta escolha não será a mais saudável. O chocolate de leite, ou o branco, ao reduzirem o cacau, aumentam o açúcar e o leite, daí não serem tão bons para a saúde. O chocolate negro, com maior percentagem de cacau, é mais equilibrado e menos calórico. Saiba o que os especialistas dizem sobre o assunto.

Conteúdo da responsabilidade da Deco