Incêndios florestais

Como uma antiga escola primária se tornou a sede da associação de vítimas de Pedrógão

Em Junho deste ano, o fogo também passou pela aldeia de Figueira, praticamente colada ao IC8. Ao lado da antiga escola primária desta aldeia, no concelho de Pedrógão Grande, há ainda casas por reconstruir ou em processo de reconstrução. A escola, por seu lado, já ganhou nova vida. Desde a passada segunda-feira, 25 de Dezembro, passou a ser a sede da Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande, numa inauguração que contou com a presença do Presidente da República. A primeira fase, que consistia em tornar o espaço funcional até ao Natal, foi terminada em tempo recorde — pouco mais de um mês — e a dinâmica de recuperação do edifício contou com mão-de-obra local. No vídeo realizado pelo Colectivo Warehouse — responsável pelo projecto, em parceria com o Atelier Mob — é possível acompanhar as várias etapas da obra, que contou com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. A segunda fase do projecto vai consistir na ampliação da sede, dotando-a de mais espaços, possibilitanto envolver cada vez mais as populações das aldeias afectadas naquela região.