Teresa Anjinho e Joaquim Costa nomeados provedores adjuntos da justiça

A ex-deputada do CDS Teresa Anjinho e o jurista do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros da Autoridade Tributária e Aduaneira Joaquim Cardoso da Costa já assumiram os cargos.

Teresa Anjinho chegou ao CDS em 2011
Foto
Teresa Anjinho chegou ao CDS em 2011 NUNO FERREIRA SANTOS

A ex-deputada do CDS Teresa Anjinho e o jurista do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros da Autoridade Tributária e Aduaneira Joaquim Cardoso da Costa já assumiram os cargos de provedores adjuntos da justiça.

A nomeação dos dois novos responsáveis, assinada pela Provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, foi publicada esta terça-feira em Diário da República e tem efeitos desde o início do mês.

Teresa Anjinho anunciou no final de Novembro que ia deixar todos os cargos que ocupava no CDS por considerar que eram incompatíveis com a nova função que desempenha agora. A ex-deputada entrou no CDS, em 2011, pela mão da actual presidente do partido Assunção Cristas. Anjinho também deixou o lugar que tinha na Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial.

Já Joaquim Cardoso da Costa era jurista do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros da Autoridade Tributária e Aduaneira, de onde saiu em comissão de serviço. Em 2011 foi assessor jurídico do gabinete da presidente da Assembleia da República e do gabinete do Representante da República para a Região Autónoma da Madeira. Antes já tinha sido assessor jurídico do gabinete do Presidente do Tribunal Constitucional (1998-2002) e do gabinete do Presidente da Assembleia da República (2002-2005).