Associação quer fim da mensagem de Natal do Cardeal Patriarca na RTP

Tomada de partido contra o direito à morte assistida na mensagem deste ano provoca reacção da Associação República e Laicidade.

Manuel Clemente
Foto
Manuel Clemente Nelson Garrido

A Associação República e Laicidade (ARL) pediu nesta terça-feira à RTP que acabe com a mensagem de Natal do Cardeal Patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, aos portugueses, depois de este “tomar partido contra o direito à morte assistida" na mensagem emitida pelo canal público a 24 de Dezembro.

A ARL considera ainda que, “existindo já um espaço específico para as várias comunidades religiosas (o programa A fé dos homens, no canal RTP 2)”, a difusão anual “das mensagens do cardeal patriarca da igreja católica fora desse espaço e num formato semelhante ao de um tempo de antena constitui um privilégio incompatível com a laicidade do serviço público e que deve portanto terminar”.

O comunicado agora divulgado publicamente foi enviado à direcção de programas da RTP, ao conselho de administração e ao provedor do telespectador do canal público.