Ípsilon

Artes

O ano dos nossos monstros

Podemos continuar a gostar da arte feita por artistas acusados de assédio e violência sexuais? Historiadores de arte, críticos, filósofos, realizadores e biógrafos repensam o ano depois da revolução #MeToo.