Fred Frith, Moon Duo e Boogarins no arranque de 2018 no Salão Brazil

Durante o primeiro trimestre do ano, este espaço na Baixa de Coimbra vai acolher 20 concertos, numa programação que vai da folk ao jazz, passando pelo rock psicadélico e pela música tuaregue.

O guitarrista Fred Frith
Foto
O guitarrista Fred Frith Heike Liss

O guitarrista Fred Frith, em data única no país, os americanos Moon Duo, Josephine Foster e Six Organs of Admittance, e os brasileiros Boogarins são alguns dos nomes que vão passar pelo Salão Brazil, em Coimbra, no primeiro trimestre de 2018.

O concerto do guitarrista inglês Fred Frith, a 17 de Fevereiro, é o "destaque absoluto" do Salão Brazil para a programação do arranque do novo ano, refere a organização do espaço, gerido pelo Jazz ao Centro Clube, na Baixa de Coimbra.

"Nome incontornável da música dos últimos 50 anos, o 'grande explorador' e ubíquo Fred Frith volta a Portugal, passada mais de uma década desde o seu último concerto a solo no país [em 2006, na Casa da Música]", sublinha o Salão Brazil, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Compositor, improvisador e professor na área da música, Fred Frith foi um dos membros fundadores da banda inglesa Henry Crow, tendo também passado por grupos como Art Bears e Skeleton Crew e colaborado com Robert Wyatt, John Zorn, Brian Eno ou Mike Patton.

Durante o primeiro trimestre do ano, o Salão Brazil vai acolher 20 concertos, numa programação que vai da folk ao jazz, passando pelo rock psicadélico e pela música tuaregue.

A 10 de Fevereiro, os Moon Duo, de Portland, apresentam o segundo volume de Occult Architecture e, a 15 do mesmo mês, Josephine Foster regressa ao Salão Brazil pela terceira vez, trazendo consigo Ka Baird, multi-instrumentalista de Nova Iorque, segundo o Salão Brazil. Os Moon Duo vão também passar por Lisboa e Braga, enquanto Josephine Foster tem já anunciada passagem por Ílhavo, no dia 18.

Ainda em Fevereiro, passam pela sala de concertos da Baixa de Coimbra Six Organs of Admittance (dia 22), projeto de Ben Chasny que também conta com datas em Lisboa (Teatro Maria Matos, 27 de Fevereiro) e em Braga (gnration, 24 de Fevereiro), cidade onde vai dar uma oficina.

Em Março, haverá concertos de Mdou Moctar, artista do Níger que introduziu elementos da electrónica na música tuaregue (dia 21), e dos brasileiros Boogarins (dia 28), que lançaram este ano o seu terceiro álbum, Lá Vem a Morte.

Nos primeiros três meses do ano, actuam também vários projectos nacionais como os Brass Wires Orchestra (12 de janeiro), :Papercutz (20 de Janeiro), La Negra (dia 10 de Março) e os The Twist Connection, que vão apresentar o seu novo disco a 30 de Março, de acordo com o Salão Brazil.

O jazz também estará presente na programação do Salão Brazil, com concertos dos quartetos de Ricardo Formoso e dos belgas KABAS, entre outros.