Apple admite que diminui velocidade de iPhones antigos por causa da bateria

A Apple reconheceu esta quarta-feira que a empresa reduz a energia de alguns telefones, o que pode desacelerar o processador, quando as baterias estão com problemas em fornecer a corrente que o processador exige.

Foto
O problema pode ser resolvido substituindo a bateria do telefone Reuters/BECK DIEFENBACH

A Apple admitiu que toma certas medidas para abrandar o desempenho dos telefones mais antigos, noticia o Guardian. A Primate Labs, uma empresa que fez uma aplicação para medir a velocidade dos processadores de iPhone, publicou esta semana dados que mostram um desempenho mais lento no iPhone 6s e 7 à medida que envelhecem.

A Apple reconheceu esta quarta-feira que a empresa reduz a energia de alguns telefones, o que pode desacelerar o processador, quando as baterias estão com problemas em fornecer a corrente que o processador exige. O problema advém do facto de que todas as baterias de ião lítio degradam-se e têm problemas em fornecer energia à medida que envelhecem e acumulam ciclos de carga, explicou a Apple num comunicado. O mesmo problema pode acontecer quando as baterias estão frias ou com pouca carga.

“No ano passado lançámos uma funcionalidade para o iPhone6, iPhone 6s e iPhone SE para suavizar os picos instantâneos apenas quando é necessário prevenir que o aparelho se desligue inesperadamente durante essas condições. Estendemos agora essa funcionalidade ao iPhone 7 com o sistema operativo iOS 11.2 e planeamos alargar para outros produtos no futuro”, lê-se no comunicado da Apple.

Quando o processador de um iPhone faz uma grande absorção eléctrica a partir de uma bateria debilitada, a bateria pode fornecer a corrente em picos e potencialmente danificar o telefone. Assim, o iPhone começaria a desligar-se lentamente para proteger o processador de ficar danificado com os picos de corrente.

O problema dos iPhones se desligarem inesperadamente tornou-se comum no final de 2016, forçando a Apple a criar uma solução de software que teve como resultado o abrandamento dos telefones com uma bateria velha, fria ou pouco carregada, diz a empresa. O problema pode ser resolvido substituindo a bateria do telefone. Nos EUA, a Apple cobra 79 dólares para substituir a bateria que não se encontra protegido pela garantia, a não ser que tenha um defeito de fabrico. A empresa tem vindo a ser alvo de críticas por não permitir que os utilizadores troquem as baterias sozinhos, indica o jornal britânico. No site da Apple Portugal não se encontram os valores para a troca de bateria.