Danielle Dolson/Unsplash
Foto
Danielle Dolson/Unsplash

Fundação volta a atribuir bolsa de dez mil euros para investigar a dor

Podem concorrer "jovens investigadores em dor" até aos 35 anos. Candidaturas abertas até 30 de Abril de 2018

São dez mil euros para “apoiar o desenvolvimento de um projecto de investigação básica, que tenha como objecto a dor em qualquer das suas vertentes”. É este o valor da bolsa anual que a Fundação Grünenthal quer voltar a atribuir a um jovem investigador que esteja “afiliado a uma universidade ou centro de investigação português”, diz a instituição em comunicado.

Segundo a fundação sem fins lucrativos, cujo lema é “viver sem dor, viver melhor”, “os critérios para valorização do trabalho incluem o âmbito do projecto, a originalidade da pergunta de investigação, a qualidade do plano de investigação e as qualificações e o curriculum vitae do candidato” e serão avaliados por cinco jurados.

O valor total será repartido por dois momentos: “metade aquando da decisão de atribuição da bolsa e outra metade após seis meses, mediante apreciação pelo júri de um relatório circunstanciado da execução científica e financeira do projecto”.

Podem concorrer investigadores até aos 35 anos e a candidatura pode ser enviada, até 30 de Abril de 2018, por email, para fundacaogrunenthal.pt@grunenthal.com.