City continua imparável em Inglaterra. O Tottenham foi a mais recente vítima

Chelsea e Arsenal vencem. O Watford de Marco Silva foi goleado em casa.

Jogadores do Manchester City festejam um golo
Foto
Jogadores do Manchester City festejam um golo Reuters/PHIL NOBLE

O Tottenham também não conseguiu travar o Manchester City, com a formação treinada por Josep Guardiola a festejar neste sábado a 16.ª vitória consecutiva na Premier League com um claro 4-1 sobre os "spurs".

O recorde de vitórias volta a ser ampliado e os imbatidos "citizens" alargam a vantagem, à 18.ª jornada, para 14 pontos, enquanto os rivais do United não jogarem no domingo, com o West Bromwich.

Mourinho, o treinador do United, já se tinha rendido, e neste sábado foi, certamente, a vez do Tottenham, equipa que segue em sexto lugar no campeonto inglês.

Ilkay Gündogan (14'), Kevin De Bruyne (70') e Raheem Sterling (80' e 91') foram os marcadores em mais um passo de gigante em direcção à reconquista do campeonato. Eriksen, aos 90'+3', assinou o golo de honra dos londrinos no estádio Etiah.

Guardiola até se deu ao luxo de poupar jogadores e deixou de fora David Silva, o português Bernardo Silva e ainda Danilo. Mas nem isso impediu mais um festival de futebol atacante.

Na corrida para o segundo lugar - aparentemente a única que existe -, o Chelsea encostou-se ao United, depois da vitória de 1-0 sobre o Southampton. Ambos estão com 38 pontos, contra 52 do City.

Marcos Alonso, aos 45'+3', fez o único golo em Stamford Bridge, ante um adversário que contou com Cédric Soares no "onze" inicial. Dia mau para o português, que se lesionou e saiu aos 17 minutos, substituído por Lemina.

De regresso ao quarto lugar, atrás das duas equipas de Manchester e do Chelsea, está o Arsenal, vencedor do Newcastle por 1-0. Marcou o alemão Mesut Ozil, aos 23 minutos.

Mesmo com um nulo no campo do Brighton and Hove Albion, o Burnley sobe provisoriamente um lugar, para quinto. Com 32 pontos, ficam com mais um que Tottenham e que Liverpool, que só joga domingo em Bornemouth.

Dia para esquecer para o Watford, do português Marco Silva, goleado em casa pelo Huddersfield, por 4-1. Em nono, com 22 pontos, está bem acima da linha de descida mas começa também a ver a zona europeia afastar-se a passos acelerados.

Também neste sábado, o West Ham bateu o Stoke City, por 3-0, resultado igual ao conseguido pelo Crystal Palace ante o Leicester.