Salvador Sobral já efectuou transplante de coração

Numa conferência de imprensa ao final da tarde, os médicos referiram que o cantor "está a evoluir bem".

Foto
sibila Lind

O cantor Salvador Sobral já foi submetido a um transplante de coração. A notícia foi avançada pela TVI24 e confirmada ao PÚBLICO por fonte próxima do músico. Segundo o canal de televisão, a cirurgia foi realizada na sexta-feira no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa, depois de ter sido encontrado um dador compatível. O Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental marcou entretanto uma conferência de imprensa para as 18h, em que foi revelado que estado de saúde do cantor "está a evoluir muito bem".

O vencedor do Festival da Eurovisão sofre de uma insuficiência cardíaca e estava em lista de espera. Segundo a TVI24, a intervenção terá corrido bem e o músico, de 27 anos, estará agora internado numa unidade de cuidados intensivos.

A 5 de Setembro, o cantor de Amar pelos dois, havia comunicado na sua página do Facebook que iria efectuar uma pausa na actividade da música para entregar o “corpo à ciência.” "Já não é segredo para ninguém que a minha saúde é frágil”, dizia num vídeo, adiantando que havia chegado a altura de se ausentar “da vida dos concertos e da música em geral.” Antes havia cancelado três concertos por razões de saúde.

A 8 de Setembro acabou por dar o último concerto antes da paragem, no Estoril. “Estou sensibilizado com esta coisa dos corações”, afirmou no início desse espectáculo, numa alusão ao facto de terem sido distribuídos milhares de balões brancos em forma de coração ao público, com a assistência de imediato a saudá-lo com os ditos, para ele rematar que “algum deles haverá de servir”, fazendo rir a assistência, numa alusão directa ao transplante.

A 13 de Maio deste ano, Salvador Sobral entrou para a história como o primeiro português a conquistar o Festival da Eurovisão. Composto pela irmã, Luísa Sobral, a canção Amar pelos Dois foi o tema mais pontuado na história da Eurovisão, com um total de 758 pontos. Desde essa data a popularidade da canção e do seu intérprete foi crescendo até proporções sem precedentes.