Ave é a região com melhor desempenho na leitura

Alunos tiveram mais 16 pontos do que a média nacional. São resultados de um estudo internacional que avalia as crianças do 4.º ano do básico.

Cinco por cento dos alunos não chegaram sequer ao nível baixo
Foto
Cinco por cento dos alunos não chegaram sequer ao nível baixo Nuno Ferreira Santos

A região do Ave, no Norte, foi a única de Portugal onde os alunos do 4.º ano de escolaridade tiveram um desempenho no Progress in International Reading Literacy Study (PIRLS) superior à média nacional: somaram 544 pontos, mais 16 do que a média do país.

Nesta região, de que fazem parte concelhos como Fafe e Guimarães, quase metade dos alunos conseguiram um nível de desempenho “Elevado”, numa tabela que para além deste tem outros três níveis: “Avançado”, “Intermédio” e “Baixo”. Das 218 escolas portuguesas que participaram na avaliação, sete são do Ave.

Olhando para o país, só 7% dos alunos portugueses que prestaram provas conseguiram atingir o nível “Avançado”. A Área Metropolitana do Porto foi a que mais contribuiu para este contingente, com 5% dos seus alunos a garantirem lugar neste nível que reúne médias iguais ou superiores a 625 pontos, numa escala de 300 a 700.

A nível nacional, cerca de 50% dos alunos tiveram uma pontuação média de pelo menos 530 pontos (nível intermédio). E 5% não conseguiram chegar aos 500 pontos (nível baixo). A região do Alto Tâmega é a quem apresenta uma maior proporção de alunos que não chegam ao nível baixo: 13% têm classificação inferior a 400 pontos.

Por comparação a 2011, data da anterior edição do PIRLS, Portugal foi o que registou uma maior diminuição dos alunos com nível elevado (menos 9%). Foi também um dos países com maior descida de alunos no nível intermédio (menos 5%). No nível avançado registou-se uma quebra de 2%.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações