Foto

Megafone

O sentido de comunidade é o que faz tudo acontecer

É impossível entrar numa Design Factory e não sentir que estamos perante algo realmente especial. Sente-se no ar. É tal e qual o cheirinho do bolo da avó

Uma comunidade é um conjunto de pessoas que partilham os mesmos valores, ideologias e cultura.

Dentro da nossa rede de Design Factories, somos uma grande família que envolve 21 cidades, em cinco continentes. Cada uma com um foco diferente, cada uma com a sua paixão, mas todas com os mesmos valores. Como é possível? Regemo-nos pelo trabalho colaborativo e somos conhecidos não só por todos os projectos e programas que temos, mas também pelas pessoas. Essencialmente pelas pessoas e por toda a diferença que cada uma delas faz.

É impossível entrar numa Design Factory e não sentir que estamos perante algo realmente especial. Sente-se no ar. É tal e qual o cheirinho do bolo da avó. Sentimo-nos em casa.

Para mim, são as pessoas que fazem isto acontecer. Entrar na porta da Porto Design Factory e ter as fotos dos meus companheiros, colegas, alunos e empreendedores coloca-me instantaneamente no mindset certo. Mesmo que o dia não tenha começado da melhor forma, melhora logo por saber que, mal curvamos a porta de entrada, em direcção à cozinha, estará lá alguém a tomar o pequeno-almoço na mesa ou a beber um café junto à máquina. A sorrir e a dizer “Bom dia!”.

Partilharmos sorrisos, pequenos-almoços, chocolates, festas e momentos especiais. É isto que nos faz sentir unidos e capazes de fazer tudo, juntos. É entrar em “casa” e ver uma planta nova na cozinha com um recado, chocolates de Natal no balcão e mensagens nas paredes (como o famoso “lavem a loiça”) que me faz acreditar que tudo o que fazemos só é possível por causa da conexão que temos entre habitantes, na Porto Design Factory.

Pensar na casa e no bem-estar de todos faz com que sejamos, de facto, uma verdadeira família. É possível encontrar sempre objectos novos espalhados pela casa, doados ao longo do tempo pelos nossos habitantes, como o robe vermelho às bolinhas, um saco de boxe pendurado numa sala, uma guitarra, um ukulele, um piano, um peixinho e o respectivo aquário… Acredito que gostarmos tanto do ambiente que vivemos dia após dia nos torna viciados e só pensamos em melhorá-lo cada vez mais.

Os alumni que continuam a espalhar a palavra sobre o que viveram nesta casa e os alunos deste ano que trazem amigos para conhecer o espaço são as pessoas que tornam possível a geração de novos programas e a continuação dos antigos.

O sentido de responsabilidade de cada um de nós e o sentido de pertença de todos é o que faz tudo acontecer. Os meus companheiros, colegas, alunos e empreendedores da Factory são os que fazem tudo acontecer.