Marcelo: "Cargo de ministro das Finanças é mais importante do que presidente do Eurogrupo"

Presidente diz que apoios a Centeno são motivo de alegria, mas prioridade devem ser as contas nacionais.

LUSA/JOSÉ COELHO
Foto
LUSA/JOSÉ COELHO

O Presidente da República considerou nesta quinta-feira que os apoios à candidatura de Mário Centeno à presidência do Eurogrupo são motivo de alegria, mas que o mais importante é, como ministro, manter o actual caminho das finanças portuguesas.

Em declarações aos jornalistas, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que "o cargo de ministro das Finanças de Portugal é mais importante do que o cargo de presidente do Eurogrupo".

"Portanto, sendo acumuláveis, naturalmente que importa às Finanças que o ministro de Portugal continue a garantir um percurso que é indubitavelmente positivo, e a Europa reconhece isso, mas que é preciso garantir até ao final da legislatura", acrescentou.

Questionado se foi a melhor opção o Governo português assumir esta candidatura, o chefe de Estado respondeu: "O fundamental é que, enquanto ministro das Finanças de Portugal, garanta o caminho e a gestão das finanças portuguesas de modo a merecer, como mereceu, aparentemente, ou pode vir a merecer, o aplauso e o apoio da Europa".

"Depois, se for possível juntar a isso a defesa na Europa daquilo que é fundamental para a Europa e para Portugal, melhor", acrescentou.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações