Harry e Meghan vão casar-se

A confirmação é dada pelo príncipe Carlos. Família real aprova casamento com actriz norte-americana, divorciada e católica.

Fotogaleria
Harry tem 33 anos e a noiva tem mais três Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Os pais da noiva estão felizes com o casamento Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
O anel foi desenhado pelo noivo e tem dois diamantes que pertenceram à sua mãe, Diana Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
A declaração tornada conhecida pela Casa de Clarence Reuters/STAFF
Fotogaleria
Harry e Meghan vão viver no complexo do Palácio de Kensington Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Meghan Markle abandona a sua carreira de actriz Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Depois do casamento Meghan será "sua alteza real" Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
A jovem norte-americana não será princesa porque estas são as que têm sangue real Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
O casal conheceu-se através de amigos comuns, em Londres Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
A noiva envergava um casaco branco e um vestido preto Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
A comunicação social, no Palácio de Kensington à espera do casal Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Reuters/POOL
Fotogaleria
Reuters/TOBY MELVILLE
Fotogaleria
Reuters/POOL
Fotogaleria
O casal no primeiro evento em que estiveram juntos, em Setembro Reuters/Mark Blinch

Harry está "emocionado" e o pedido de casamento que fez a Meghan Markle foi "muito romântico". Estas foram as primeiras declarações, ao início da tarde, quando o príncipe e a actriz norte-americana chegaram junto da imprensa que os esperava no Palácio de Kensington, em Londres. Ao início da manhã desta segunda-feira era o pai, o príncipe Carlos, quem anunciava o casamento do seu filho mais rebelde. Então, Harry, 33 anos, declarava que estava "feliz por anunciar" o noivado e que já recebera a aprovação dos pais da namorada, assim como da rainha, sua avó.

O casamento será na próxima Primavera e o casal vai viver em Nottingham Cottage, no complexo do Palácio de Kensington, onde Harry já morava, assim como William, Kate e os filhos.

Muito mudou na monarquia britânica – 80 anos depois de Eduardo VIII ter abdicado do trono para casar com uma americana divorciada; 36 anos depois de Carlos ter casado contrariado com Diana, de quem se viria a divorciar para casar com o seu amor da juventude –, Harry vai contrair matrimónio com uma actriz norte-americana, divorciada e católica. 

Depois das fotografias às 14h, onde Meghan mostrou o anel de noivado, o casal voltou a reunir-se, às 18h, desta vez com a BBC para dar a sua primeira entrevista. Nesta Harry contou como fez o pedido de casamento. Com um joelho no chão, como manda a tradição, o príncipe fez o pedido. "Foi uma surpresa fantástica, tão doce, tão natural, tão romântica", descreveu a actriz. Quando questionada se respondeu de imediato que "sim", confessou que quase não deixou Harry terminar de fazer o pedido. "Já posso dizer que 'sim'?", perguntou-lhe então.

O príncipe disse ainda que se a mãe fosse viva estaria felicissima, "a saltar de um lado para o outro" e que Diana e Meghan seriam "as melhores amigas". É em alturas como estas, confessa Harry, que sente saudades de a mãe não estar por perto. 

O casal namorou 18 meses e Harry tem a certeza absoluta que "as estrelas estavam alinhadas". O príncipe tem a certeza que Meghan saberá lidar com o que a espera. A actriz já está habituada aos holofotes e saberá gerir melhor do que, por exemplo, Diana quando foi anunciado o seu noivado com Carlos.

Pais de Meghan "incrivelmente felizes"

Esta manhã, a rainha e o duque de Edimburgo declararam que estão "encantados pelo casal e desejam as maiores felicidades", anunciou um porta-voz do Palácio de Buckingham. Por seu lado, os duques de Cambridge, William e Kate, também já vieram fazer uma declaração, mais descontraída, onde confessam que estão "entusiasmados por Harry e Meghan", acrescentando como tem sido bom conhecer a actriz e "ver o quão feliz Meghan e Harry estão". 

Apenas a rainha e outros "membros próximos da família", sabiam inicialmente do compromisso, que terá sido formalizado no início deste mês, diz a nota da Casa de Clarence.

O Palácio de Kensington também emitiu uma nota onde relata a reacção dos pais da noiva, Thomas Markle e Doria Ragland. Estes declaram estar "incrivelmente felizes". "A nossa filha sempre foi uma pessoa generosa e amorosa. Ver a sua união com Harry, que partilha as mesmas qualidades, é uma fonte de grande alegria para nós, enquanto pais", escrevem. Meghan é embaixadora das Nações Unidas desde 2015 e já viajou até ao Ruanda, numa campanha da World Vision Canada. Os progenitores acrescentam que desejam "uma felicidade eterna" e que estão muito entusiasmados com o futuro do casal. 

A primeira-ministra Theresa May também já veio desejar as maiores felicidades ao casal. Também o líder da oposição tem os mesmos desejos, "que tenham uma grande vida juntos" e ainda brincou: "Tendo-me cruzado com Harry algumas vezes, tenho a certeza que se divertirão muito juntos."

Fotografias e entrevista

Quando soube Harry que Meghan era "a tal", perguntou um dos repórteres presentes no jardim do palácio, esta tarde. "A primeira vez que nos vimos", respondeu o jovem. Por seu lado, Meghan confessou estar "muitissimo feliz, obrigada". 

Meghan Markle surgiu com um casaco branco vestido e mostrou o anel de noivado que, segundo o Palácio de Kensington foi desenhado pelo noivo e feito com dois diamantes – que pertenceram à sua mãe, Diana –, que ladeam um diamante do Botswana, um país onde o casal já passou algum tempo junto, avança a BBC. 

Na entrevista dada ao final da tarde, o noivo explica que a escolha daquelas pedras tinham um significado simbólico: "Ter a certeza que ela [a mãe] está connosco nesta louca caminhada que vamos fazer juntos."

A noiva respondeu que é "muito importante", não tendo conhecido Diana, que a mãe de Harry faz parte daquilo que o casal vai construir em comum.

Ainda se desconhecem, para já, mais pormenores sobre a boda, mas há muito que havia rumores de que o casamento do quinto na linha de sucessão à coroa britânica – a seguir ao pai, ao irmão mais velho e aos dois sobrinhos, filhos de William – estaria para breve. Para já, esta segunda-feira, haverá fotos oficiais dos noivos, que aconteceram no início desta tarde (ver fotogaleria em cima), e uma entrevista, que irá para o ar logo ao início da noite, acrescenta o Palácio de Kensington nas redes sociais. 

Sobre o namoro, Meghan falou muito pouco, mas recentemente disse à Vanity Fair: “Somos um casal. Estamos apaixonados. Tenho a certeza de que vai chegar uma altura em que teremos de avançar e apresentarmo-nos e ter histórias para contar, mas espero que as pessoas compreendam que este momento é nosso”, disse à revista americana para a sua edição de Outubro. “Pessoalmente”, acrescentou, “adoro uma grande história de amor.”

Harry conheceu a actriz e confirmou a relação com a mesma há um ano, em Novembro de 2016. Já namoravam há algum tempo, soube-se. Nessa altura, pediu respeito, uma vez que muito se escreveu sobre a origem da actriz da série Suits. Meghan é filha de pai branco e mãe negra. Markle, 36 anos, é também divorciada, o que não é um problema para a casa real, já que Carlos não só se divorciou de Diana, mãe de William e Harry, como casou com uma mulher divorciada, Camila Parker Bowles. Além disso é católica – o que poderia afastar o príncipe da sucessão ao trono mas que, com a actualização das regras de sucessão em 2015, tal não acontecerá.

A semana passada, a actriz trocou Toronto – onde decorriam as filmagens da série – por Londres. Suits, que vai na sétima temporada, não deverá continuar a contar com Meghan Markle, uma vez que o seu contrato salvaguardava a sua participação até à sétima temporada. De acordo com o IMDB, a actriz também não têm outros projectos na calha. À partida deverá abdicar da sua carreira. Depois do casamento, Meghan passará a ter o título de "sua alteza real".