Estrelas Michelin: "Vamos trabalhar todos os dias para continuar a merecê-la"

Os chefs João Oliveira, do Vista, e Daniele Pirillo, do Gusto by Heinz Beck, comentam a atribuição do galardão máximo aos restaurantes algarvios.

João Oliveira, no Vista, na praia da Rocha, Portimão
Foto
João Oliveira, no Vista, na praia da Rocha, Portimão DR

"Nem sei bem o que hei-de dizer." Foi desta forma que João Oliveira, chef do Vista, em Portimão, reagiu esta noite à atribuição de uma estrela Michelin ao restaurante do Hotel Bela Vista, na praia da Rocha. Tinham passado poucos minutos sobre o anúncio dos mais cobiçados galardões do mundo da gastronomia, que este ano decorreu na ilha espanhola de Tenerife, e o cozinheiro de 30 anos ainda não tinha muito mais palavras do que estas: "É uma felicidade muito grande. Tenho que agradecer a ajuda diária à minha equipa, a quem dedico este prémio. E aos meus familiares e aos proprietários do Vista, que apoiaram sempre o projecto. Agora vou usufruir do momento."

À cozinha que pratica no restaurante algarvio, João Oliveira define-a igualmente de forma simples: “Trabalhamos com produtos superfrescos. Estamos em cima do mar e procuramos tratá-lo o melhor possível.” Questionado sobre se a estrela lhe traz mais responsabilidades, João Oliveira responde que “responsabilidade há sempre”. “Mas agora teremos que ter uma atenção redobrada. Vamos trabalhar todos os dias para continuar a merecer a distinção.”

É também algarvio o Gusto by Heinz Beck, que igualmente se estreia no lote dos restaurantes distinguidos pelo famoso guia vermelho. No Hotel Conrad, em Almancil, é Daniele Pirillo quem comanda a cozinha no dia-a-dia – Heinz Beck vem ao Algarve uma meia dúzia de vezes por ano. Pirillo, um jovem chef italiano, deslocou-se esta quinta-feira a Tenerife e comentou à Fugas a atribuição da estrela: “É um grande orgulho recebê-la. Já se falava no ano passado, mas sabíamos que ainda havia alguns ajustes a fazer. Este ano estava tudo a correr como previsto, mas há sempre aquela incerteza. Não contávamos, mas ficámos mesmo muito felizes.”

Daniele Pirillo trabalhou com Heinz Beck no La Pergola, em Roma, restaurante que detém três estrelas, o galardão máximo atribuído pela Michelin. Será também por isso que a cozinha do Gusto apresenta algumas semelhanças com o restaurante da capital italiana. "A cozinha italiana e a cozinha portuguesa não são assim tão diferentes. [No Gusto] o que fazemos é ajustar ingredientes a algumas particularidades da cozinha portuguesa”, descreveu o jovem chef.

 

 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações