Uma malagueta, um cisne, um leão vegetariano e um bode entram num bar

O mundo maravilhoso das mascotes de futebol no episódio XV do podcast Planisférico. Freddy Adu ainda não voltou a jogar, mas Fábio Paím tem novo clube.

Pique, a malagueta do bigode imortalizada num mural à beira do estádio Azteca, na Cidade do México
Foto
Pique, a malagueta do bigode imortalizada num mural à beira do estádio Azteca, na Cidade do México DR

Uma malagueta com bigode, uma laranja com chuteiras, galos, leões, cisnes e bodes. Não há limites para o que pode ser uma mascote de futebol, mas se for a França organizar um torneio, há uma certeza: vai ser um galo.

É de mascotes que falamos no episódio XV do podcast Planisférico, mas há uma certeza. Nem todas são criaturas afáveis destinas a entreter o público e distrair as crianças. Algumas, como Cyril o cisne, gostava de andar à pancada com mascotes de outros clubes.

Por falar em mascotes, Freddy Adu continua o seu percurso horizontal de inactividade e continua sem arranjar clube, e, por isso, estamos a pensar em trocá-lo por Fábio Paím, que, na próxima época, pode bem estar a jogar na I Liga portuguesa. Ou não.

O podcast do Planisférico também está disponível no iTunes e nas apps para podcasts. Descubra mais podcasts do PÚBLICO em publico.pt/podcasts.