Bebé morre depois de ter sido encontrado abandonado em Odemira

Criança recém-nascida terá sido abandonada pela mãe após o parto. PJ investiga.

Caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária
Foto
Caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária fabio augusto

Um bebé recém-nascido foi encontrada nesta segunda-feira abandonada e ainda com sinais de vida numa vala na localidade de Boavista dos Pinheiros, no concelho alentejano de Odemira, mas acabou por morrer, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Ao que tudo indica, trata-se de um caso de um bebé do sexo feminino que terá sido abandonado pela mãe pouco tempo depois de ter nascido, admitiu a fonte da GNR, referindo que o caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Segundo a fonte, um morador alertou as autoridades às 11h50 desta segunda-feira para a presença de um bebé numa vala junto a uma zona residencial de Boavista dos Pinheiros, no concelho de Odemira, no distrito de Beja.

Após o alerta, a GNR e operacionais de socorro deslocaram-se ao local e confirmaram tratar-se de um bebé recém-nascido, que ainda apresentava sinais de vida, mas estava em paragem cardiorrespiratória, explicou a fonte.

A recém-nascida foi submetida a manobras de suporte básico de vida, mas acabou por morrer no local e o cadáver foi transportado para o Gabinete Médico-Legal do Baixo Alentejo, situado no hospital de Beja, para ser autopsiado.

A GNR accionou o Departamento de Investigação Criminal de Setúbal da Polícia Judiciária, que se deslocou ao local e está a investigar o caso, disse a fonte.

As operações de socorro envolveram uma ambulância e dois operacionais dos Bombeiros de Odemira, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital do Litoral Alentejano, situado em Santiago do Cacém, e a GNR, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.