Arquitectura

Tradicional e moderno, juntos numa casa algarvia

Fotografia de Fernando Guerra
Fotogaleria
Fotografia de Fernando Guerra

Alcalar é terra de monumentos e de uma história antiga de comunidades pré-históricas. Dentro desse pedaço de Portimão ergueu-se um projecto que procura unir a tradição e a arquitectura mais contemporânea que o atelier de Vitor Vilhena pode oferecer. Todos os detalhes estão pensados, com as curvas a serem redefinidas durante todo o ano de projecção desta casa, procurando introduzir o cunho pessoal do arquitecto, juntamente com uma linha menos rígida e conectada com um estilo mais moderno. São já 20 anos de trabalho, confessa Vitor Vilhena, que diz seguir sempre a mesma receita: “Temos sempre de ter em conta toda a envolvente que existe. A vista, os vizinhos, a própria estrada.” Este, contudo, é um edifício diferente, principalmente porque foi “desenvolvido durante um ano, sem timing ou pressão”, admite o arquitecto algarvio. A casa procurou criar esta ligação com os espaços que a rodeiam, uma preocupação incutida a Vitor Vilhena ainda antes de se tornar arquitecto. “O projecto não surge do interior para o exterior ou do exterior para o interior. Vem de tudo o que o rodeia, das vivências que estão associadas ao espaço”, explica. A noção de espaço envolvente justifica precisamente o uso do betão na própria estrutura, criando maior harmonia no desenho da casa, que está concluída e pronta para os olhos mais curiosos que passarem pelo Algarve. 

Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra
Fotografia de Fernando Guerra