Suíça ultrapassou o play-off e estará no Mundial 2018

Empate em Basileia, na segunda mão, foi suficiente para eliminar a Irlanda do Norte.

Foto
LUSA/PETER KLAUNZER

A Suíça tornou-se neste domingo a primeira selecção europeia a superar o play-off de acesso ao Mundial de 2018, na Rússia. Na segunda mão da eliminatória frente à Irlanda do Norte, aos helvéticos bastou um empate (0-0) para conservar a vantagem obtida em Belfast e carimbar a qualificação para o maior torneio de futebol do planeta.

No relvado maltratado do St. Jakob's-Park, o domínio foi quase sempre dos suíços, que no primeiro tempo só por uma vez estiveram em apuros, com Brunt rematou de fora da área para uma defesa vistosa de Sommer. De resto, só deu Suíça. Seferovic e Zuber, ambos por duas vezes, estiveram perto do golo, mas não foram capazes de bater McGovern.

No segundo tempo, com a intensidade e a cultura de risco a baixarem, foi preciso esperar pelo último quarto de hora (e pelas entradas de Magennis e Jones) para ver a Irlanda do Norte acercar-se com algum perigo da área adversária. Mas a Suíça também assustou nos minutos finais, quando Embolo, acabado de entrar, criou duas boas situações de golo (88' e 90').

O último lance de frisson, esse, aconteceu aos 90+1', quando Jonny Evans cabeceou ao segundo poste para uma baliza da qual Sommer tinha saído sem sucesso. Valeu à Suíça Ricardo Rodríguez, que evitou o golo sobre a linha de baliza. Tal como já tinha valido na passada semana, altura em que o lateral esquerdo marcou, de grande penalidade, o golo que encaminhou a sua selecção para o Campeonato do Mundo, prova na qual poderá reencontrar Portugal, depois dos embates na fase de grupos da UEFA.