O estranho caso do carro cheio de pessoas nuas que abalroou uma carrinha

Colisão ocorreu depois de, segundo os relatos, os ocupantes da viatura terem raptado três pessoas: dois adultos e um bebé de semanas, que conseguiram escapar do carro em andamento.

Incidente aconteceu na província de Alberta, no Canadá
Foto
Incidente aconteceu na província de Alberta, no Canadá Chris Wattie/Reuters

É um caso bizarro: nesta semana, a polícia canadiana foi chamada a uma estrada a sul da cidade de Edmonton, no Canadá, na sequência de uma colisão entre duas viaturas. Até aqui tudo parecia normal. Mal sabia a polícia que, ao chegar ao local do acidente, se depararia com uma carrinha que tinha sido abalroada por um BMW branco, com cinco pessoas no seu interior — todas elas nuas, apesar da neve e das temperaturas negativas. A polícia acabaria por revelar que a colisão foi “intencional”, mas a história não ficou por aí.

A polícia explicou então que o estranho episódio tinha começado cerca de 20 minutos antes do acidente, quando dois adultos e um bebé de poucas semanas tinham sido levados à força de sua casa e obrigados a entrar no veículo branco. O Guardian escreve que o homem raptado, que tinha sido enfiado na mala do carro, conseguiu escapar com o automóvel ainda em andamento; pouco depois, também a mulher conseguiu escapar da viatura com o bebé ao colo. Segundo a CBC News, o bebé seria filho da mulher e neto do homem.

Após terem escapado, um condutor que seguia por aquela estrada apercebeu-se de que algo estava errado quando viu o avô do bebé descalço no chão gelado. Perguntou-lhe se precisava de ajuda e, perante a resposta positiva, acabou por lhe dar boleia. Minutos depois, encontraram também a mulher e o bebé, e ambos entraram na carrinha. “É Inverno e, se as pessoas andam por aí sem sapatos, pára-se para as ajudar”, disse o patrão do condutor que viajava em trabalho, Derek Scott, à CTV News.

Os três pensavam estar, finalmente, a são e salvo dentro da viatura. Mas o carro branco voltou a aparecer, com um alvo bem definido: a carrinha. O carro, às mãos do condutor nu, começou a bater na parte de trás da carrinha onde seguiam os elementos raptados e o motorista. Depois, a colisão fez com que a carrinha caísse numa vala mas, contam as autoridades, ninguém ficou ferido. Quando soube do acidente (e que todos estavam bem), Derek Scott dirigiu-se para junto do seu funcionário e admite ter-se rido da “situação cómica”. 

As autoridades chegaram por fim ao local e os bombeiros e a polícia tiveram de tirar os cinco suspeitos desnudos do carro para os levarem para a esquadra. Uma das mulheres, conta Scott à Canadian Press, ofereceu tanta resistência que foram precisas cinco pessoas para a remover da viatura.

As autoridades canadianas admitem que possam ter estado envolvidas drogas ou bebidas alcoólicas no incidente e revelam ainda que procederam à detenção das cinco pessoas em causa: um homem, duas mulheres e duas raparigas menores. Os três adultos (um homem de 27 anos e duas mulheres de 30 e 35 anos) continuam detidos e serão presentes a tribunal na quinta-feira por acusações de rapto e por terem oferecido resistência; as duas menores foram libertadas sem acusação.

As estranhas circunstâncias em que o episódio aconteceu estão a ser investigadas pela polícia canadiana. Em comunicado, citado pelo Guardian, as autoridades dizem que tudo leva a crer que o rapto foi premeditado e que todos os envolvidos se conheciam.