Dois sírios “com paradeiro desconhecido” depois de navio atracar em Setúbal

Os tripulantes ausentaram-se do navio sem autorização, mas as autoridades recusam cenários alarmistas.

Foto
O navio proveniente de Marrocos estará atracado no porto de Setúbal até sábado Bruno Lisita

Dois cidadãos sírios, de 20 e 22 anos, que integram a tripulação de um navio proveniente de Marrocos atracado no porto de Setúbal “estão com paradeiro desconhecido”, confirmou ao PÚBLICO o comandante local da Polícia Marítima, Nicholson Lavrador. A notícia foi avançada pelo Correio da Manhã.

Os dois jovens, Walid Jenad e Bashar Helly, abandonaram o navio Nagham e deixaram a documentação — nomeadamente o passaporte — a bordo. O alerta foi dado pelas 7h desta quinta-feira, adiantou a mesma fonte.

“Já informámos a Polícia Judiciária e a PSP e demos conta da situação ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras”, acrescentou o comandante da Polícia Marítima, que, apesar de indicar que as autoridades estão a realizar as diligências necessárias, considera “excessivo” tratar a situação como “uma fuga”.

O navio está atracado em Setúbal até dia 4 de Novembro, data em que prosseguirá viagem.