As irmãs Curica querem o público a falar, comer e comprar ecológico no Organii Eco Market

De quinta-feira a sábado há mais de 80 empresas que promovem um estilo de vida sustentável no Lx Factory, em Lisboa.

Foto
Irmãs Cátia e Rita Curica Rui Gaudêncio

Foi em 2009 que as irmãs Cátia e Rita Curica lançaram-se na venda de produtos sustentáveis. No ano seguinte começaram a ensaiar aquilo que, em 2016, seria a primeira edição do Organii Eco Market – um espaço onde se reúnem "marcas, conceitos e ideias mais sustentáveis", definem. A segunda edição começa nesta quinta-feira e prolonga-se até sábado, no Lx Factory, em Lisboa.

Para as organizadoras, “o Organii Eco Market são dias festivos dedicados às pessoas que trabalham o ano inteiro na criação de marcas, conceitos e ideias mais sustentáveis." É neste mercado que têm a oportunidade de se juntar e mostrar o seu trabalho através de workshops, show cookings, palestras, entre outras actividades, acrescentam.

Desta vez, o evento contará com 20 oradores, 15 palestras, dez workshops, 11 showcookings e mais de 80 empresas com princípios e práticas ecológicas. O evento, dedicado a toda a família, terá ainda um cantinho só para as crianças, já que é “de pequenino que se torce o pepino”, defende Rita Curica.

Na sexta-feira haverá ainda espaço para um jantar especial. Segundo as duas irmãs, este é dedicado a Bea Johnson que esteve no evento do ano passado e que criou o movimento "zero desperdício" ao editar o livro Zero Waste Home. Também nesta edição, o ilustrador e tatuador Hugo Makarov marcará presença com a Green Boots, uma marca de botas ecológicas. O artista que deu vida à Popota, às ilustrações dos livros do escritor José Luís Peixoto e às paredes da Pensão Amor, em Lisboa, vai estar disponível para tatuar e personalizar as botas desta marca ao gosto do cliente.

Vender para sobreviver

Cátia e Rita Curica lembram que, há um ano, ficaram incrédulas com a afluência. “Nunca pensámos num número tão grande. Foram cerca de dez mil pessoas.” Mas mais do que os números, as irmãs falam do ambiente que se viveu. “Tínhamos pessoas do stand ao lado que pediam para vigiar a loja para conseguirem ir às talks. Isso foi extremamente gratificante.”

Rita Curica explica também que muitos destes projectos precisam de vender os produtos para sobreviver. No entanto, mais importante é o ambiente criado e a vontade de "partilhar valores que levem à sustentabilidade". A irmã, Cátia Curica, conta que a escolha das marcas e dos produtos está relacionada com o gosto pessoal. “Fazemos os convites às marcas depois de percebermos como funcionam. Tentamos sempre perceber se são sustentáveis ou não, ou seja, se é uma marca que reutiliza materiais, que aproveita desperdícios, se tem produtos artesanais, produtos que não poluam o ambiente, etc.”

Para nos explicar como tudo começou, Rita e Cátia recuam até 2009. “A minha irmã Rita é loira, eu e a minha mãe somos ruivas. Desta forma, pode dizer-se que temos uma pele sensível e por isso sentimos a necessidade de comprar uma cosmética que não provocasse reacções alérgicas.” Foi por esta razão e com o impulso de Cátia, que é farmacêutica, que ambas começaram a procurar cosmética biológica para consumo próprio.

Assim, nesse ano, criaram a marca Organii e abriram a primeira loja no Chiado, em Lisboa, com o objectivo de dar a conhecer produtos bio a preços acessíveis. Para assinalar o primeiro aniversário da Organii, as irmãs organizaram o Organii Day, no dia 5 de Junho de 2010, que é também, por coincidência, Dia Mundial do Meio Ambiente. Como era domingo e a loja estaria fechada, as irmãs decidiram festejar numa quinta onde pudessem juntar o mundo ecológico, biológico e artesanal. Além de palestras e workshops que se realizaram ao longo do dia, houve refeições biológicas e anti-desperdício, um spa numa estufa, empresas e marcas sustentáveis, entre outras iniciativas e projectos. “Foi a partir deste dia que surgiu a ideia de criar o Organii Eco Market”, revela Rita Curica.

"Um bocadinho de tudo"

Depois da primeira edição do  Organii Eco Market, há um ano, as irmãs Curica decidiram "materializar" o evento numa nova loja, a Organii Concept Store. “Nesta loja, no Lx Factory, tentamos ter um bocadinho de tudo.”

Além da loja do Chiado e da Concept Store, no Lx Factory, actualmente, as empresárias são proprietárias de mais três lojas – mais duas em Lisboa, no Saldanha e no Príncipe Real; e uma no Porto, no Centro Comercial Bombarda. Talvez abram novo espaço em Cascais, avançam.

“Depois de abrirmos a loja do Chiado, dedicada apenas à cosmética biológica, surgiram outras oportunidades como a venda de produtos sustentáveis para bebé. Como fiquei grávida, acabamos por nos interessar pela cosmética, roupa, calçado, brinquedos e fraldas para bebés”, conta Cátia Curica, relembrando a abertura da Organii bebé, no Príncipe Real. 

Além das lojas, Rita e Cátia Curica promovem conferências gratuitas, em horário pós-laboral, e workshops aos fins-de-semana no espaço da Lx Factory.

Texto editado por Bárbara Wong