Homem detido por tentar vender original do tratado de paz para os Balcãs

Documento do Acordo de Paz de Dayton, redigido em inglês e assinado em 1995, estava desaparecido desde há uma década.

A guerra nos Balcãs fez mais de 100 mil mortos
Foto
A guerra nos Balcãs fez mais de 100 mil mortos Reuters / Damir Sagolj

Um homem foi detido depois de tentar vender um documento original do Acordo de Dayton, de 1995, o acordo de paz que permitiu pôr fim à guerra na Bósnia. O documento estava desaparecido há uma década.

A agência Reuters diz que o detido é Zeljko Kuntos, ex-motorista de um deputado sérvio bósnio, acrescentando que o homem estava a tentar vender o documento por 100 mil markas (o equivalente a cerca de 51 mil euros). 

O referido acordo de paz, mediado pelos EUA, foi assinado em Novembro de 1995, na base aérea de Dayton, no estado norte-americano do Ohio. Tem as assinaturas de três chefes de Estado daquela região dos Balcãs, os então presidentes da Bósnia, da Sérvia e da Croácia – países envolvidos nesta guerra que matou mais de 100 mil pessoas.

"A pessoa Z. K., que obteve em 2017 um exemplar original do documento é suspeito de tentar vendê-lo para assim obter benefícios ilegais", declarou a polícia, sem dar mais detalhes. Kuntos foi detido na última quinta-feira, em Pale, um reduto dos sérvios bósnios durante a guerra localizado perto de Sarajevo.  

Em 2008, soube-se que o original do documento, redigido em inglês, tinha desaparecido.  Não se sabe, por agora, como terá chegado às mãos do homem agora detido.