Apple despede engenheiro depois de a filha ter mostrado o Iphone X

O novo smartphone só estará disponível a partir de 3 de Novembro.

Foto
Apresentação do Iphone X, na California, a 12 de Setembro de 2017 Reuters/STEPHEN LAM

Um engenheiro foi despedido pela Apple depois de a filha, Brooke Amelia Peterson, ter publicado no YouTube um vídeo onde aparecia o Iphone X, que só estará disponível nas lojas a partir de 3 de Novembro.

O despedimento foi justificado com o facto de o engenheiro ter permitido que o aparelho fosse filmado dentro do campus da Apple, onde é proibido capturar imagens para prevenir, precisamente, situações destas.

O vídeo publicado no início da semana tornou-se viral e começou a ser partilhado por diferentes sites, dos mais especializados aos mais generalistas. Apesar de a Apple ter pedido à filha do engenheiro para o retirar do YouTube, já foi tarde de mais, uma vez que já tinha sido muito visualizado.

Noutro vídeo, a jovem Brooke Amelia Peterson confirma que o pai violou uma das regras da marca porque ela filmou no interior do campus da Apple, o que é estritamente proibido, ainda para mais mostrand o iPhone X, que ainda não foi lançado.

A jovem contesta ainda o despedimento do pai. “No fim de contas, quando trabalhamos para a Apple, não interessa se somos boa pessoa ou não. Se quebramos uma regra, eles não são tolerantes. Não estou zangada com a Apple. O meu pai assumiu inteiramente a responsabilidade pela regra que ele quebrou”. 

Este não é o primeiro caso. Em 2005, também um funcionário da Microsoft foi demitido depois de o filho ter publicado fotografias da Xbox 360 antes de esta ter sido lançada no mercado.