DR
Foto
DR

Um guia para percorreres a cidade com cães e gatos

“A Cidade a 4 Patas” é um guia para ajudar os donos de cães e gatos a planear o seu dia-a-dia na companhia dos animais de estimação. Livro inclui centenas de serviços localizados na Grande Lisboa e Margem Sul

Esplanadas, praias, caminhadas, transportes, jogos, pet-sitting, hospitais veterinários, compras, banhos e tosquias, entre muitas outras sugestões. São “centenas de serviços” e cuidados a ter com animais de estimação que estão agora reunidos no livro A Cidade a 4 Patas – Guia para Cães e Gatos felizes, de Rita Sá Marques e Maria Teixeira Simões, com textos de Maria João Guardão e participação da actriz Rita Blanco.

Desenhado para as famílias que vivem com “animais de quatro patas” na cidade — neste caso na Grande Lisboa e Margem Sul —, o livro ajuda a encontrar locais para visitar nos dias úteis, fins-de-semana ou férias. “Percebemos que há um universo muito maior do que aquele que pensávamos que existia. Ao saber que há estes serviços poderemos fazer escolhas diferentes”, explica Rita Sá Marques, em entrevista ao P3.

A ideia surgiu quando as autoras começaram a pensar em guias e perceberam que não conseguiam encontrar nenhum sobre actividades para animais em Portugal. “Era um livro que não existia, por isso detectámos uma necessidade evidente de criar um guia prático e útil para os donos de cães e gatos transportarem consigo quando estão na companhia dos seus animais”, conta Rita Sá Marques. O objectivo é ajudar as famílias a saber o que podem fazer “dentro e fora de casa” com os animais.

Para isto acontecer, Rita Sá Marques e Maria Teixeira Simões, duas donas de cães e gatos, decidiram trabalhar juntas e fazer um “levantamento de serviços” na companhia de amigas e dos seus animais de estimação. Arigato, Django, Lesley, Ninja Simone, Silvestre, Lava e Mina percorreram a cidade de Lisboa e aprovaram (ou não) as escolhas das suas donas.

 

Acompanhadas dos animais, as autoras começaram este percurso a experimentar as actividades de rua, como caminhadas pelos parques caninos e praias ou uma viagem de transportes públicos. Passear com os cães e os gatos é uma das actividades mais comuns realizadas pelos donos, mas é possível ir mais longe e explorar outros espaços. “Quem tem animais vai tendo a percepção dos serviços que existem, mas a verdade é que há uma grande variedade de locais", explica Rita. "Com este guia ajudamos a saber onde se pode almoçar fora quando se está acompanhado do animal ou onde se pode deixá-lo quando se vai de fim-de-semana.”

Se a tua preocupação é não deixar o animal de estimação sozinho em casa quando sais para o trabalho ou estás uns dias fora, o livro fornece alternativas de recreios, creches e hotéis pet-friendly. Por exemplo, o Cão Laranja é um hotel só para gatos (sim, leste bem), situado na Amadora, com suites individuais em vidro que permitem ver os outros felinos e ter companhia durante a estadia.

Mas, como os gatos são todos diferentes, se o teu felino não gostar de sair de casa, O Gato Fica — sobre o qual o P3 escreveu — é a alternativa. Por outro lado, se o teu cão gosta mais de andar ao ar livre, a sugestão é o Mestre Patas, uma creche canina que inclui “passeios no exterior, treinos de obediência e agilidade, brincadeiras de estimulação mental e sestas, tudo em inteira liberdade e com supervisão a tempo inteiro”.

Rita sublinha que o livro se foca, sobretudo, na locomoção e na “vida fora de casa, quando estamos separados dos nossos animais”. Para manter um cão ou um gato feliz e saudável é necessário procurar “respostas diversas consoante as bolsas e as necessidades”, escrevem no prefácio do livro, tendo acesso a um conjunto de “regras e cuidados pensados para fruir ao máximo a vida urbana com o seu patudo”.

 

Entre as sugestões encontram-se barbearias e spas, como o Spa do Bicho onde se realizam banhos que incluem limpeza de olhos, orelhas e corte de unhas; escolas que adaptam o plano de treino a cada animal (desde treino de obediência básica à resolução de problemas comportamentais); hospitais veterinários abertos 24 horas por dia e com consultas ao domicílio; medicinas alternativas; dias especiais para mimar o animal e até serviços fúnebres para se despedir e “lidar com a sua morte”. O livro tem ainda explicações sobre os cuidados e deveres legais a não esquecer quando se tem um animal e, ao longo das 150 páginas, podem-se “comparar preços, horários e serviços mais específicos”.

O guia está dividido por capítulos com uma “simbologia própria para cães e gatos”, para ajudar os utilizadores a encontrar facilmente a informação que procuram. E porquê um guia só para cães e gatos? Rita admite que “a maioria dos lares portugueses tem cães e gatos e estes são, à partida, os animais urbanos por tradição”, daí criarem um guia de cidade inteiramente dedicado. Quiseram fazer um livro que permitisse aos donos de cães e gatos “planear o quotidiano em função do agregado familiar que têm”.

Durante o mapeamento, enquanto experimentavam os serviços e conversavam com os donos de estabelecimentos e outras pessoas habituadas ao contacto com animais, as autoras foram se apercebendo que, apesar da quantidade de informação disponível na Internet, os serviços estão “muito dispersos” e “nem sempre é verdade aquilo que é anunciado”. O que exigiu, defendem, um cuidado de pesquisa e confirmação acrescidos. No futuro, gostavam de alargar o projecto a outras cidades, como o Porto, “com um maior número de serviços para cães e gatos”.

O livro encontra-se em pré-venda no site da editora Primebooks e estará disponível nas bancas a partir de 2 de Novembro.